O HORIZONTE COMUNICATIVO DA MIGRAÇÃO VENEZUELANA NA CIDADE DE BOA VISTA - RORAIMA

Autores

  • Vângela Maria Isidoro de Morais Universidade Federal de Roraima
  • Damião Marques de Lima Centro Universitário Estácio da Amazônia

DOI:

https://doi.org/10.18227/2317-1448ted.v1i32.5698

Palavras-chave:

migração, comunicação urbana, Boa Vista

Resumo

A cidade informa. Esta afirmação que está no centro da escrita do presente artigo é direcionada para refletir o processo migratório de venezuelanos para o Brasil, no cenário de Boa Vista, capital de Roraima. A abordagem se baseia em duas questões fundamentais: o que os estímulos visuais da cidade comunicam? E como os migrantes venezuelanos constroem e significam essa experiência em ruas, esquinas, praças e outros espaços públicos? Sob a forma caminhante, organizam-se as apropriações simbólicas entre o que diz o olhar mais panorâmico sobre a urbe e as narrativas dos migrantes. Um campo analítico, baseado em algumas situações concretas, onde a percepção visual e a vivência dos sujeitos se amalgamam na elaboração de uma interpretação possível a partir desses fluxos e tensões culturais.

Downloads

Publicado

18/07/2019

Como Citar

MORAIS, V. M. I. de; LIMA, D. M. de. O HORIZONTE COMUNICATIVO DA MIGRAÇÃO VENEZUELANA NA CIDADE DE BOA VISTA - RORAIMA. Textos e Debates, [S. l.], v. 1, n. 32, 2019. DOI: 10.18227/2317-1448ted.v1i32.5698. Disponível em: http://revista.ufrr.br/textosedebates/article/view/5698. Acesso em: 25 fev. 2024.

Edição

Seção

Dossiês