TERRITORIALIDADES PERSISTENTES: A RELAÇÃO ENTRE MORADORES E MORADIAS COM A OCORRÊNCIA DE ENCHENTES NO “BEIRAL” EM BOA VISTA, RR

Autores

  • Julio Cesar Galindo Lozano
  • Artur Rosa Filho Universidade Federal de Roraima

Palavras-chave:

Espaço; Sentido; Lugar; Territorialidade

Resumo

A pesquisa foi realizada na comunidade do “Beiral”, área localizada à margem direita do Rio Branco, em Boa Vista-RR, a qual apresentava problemas ambientais e sociais; também foi embasada com olhar geográfico e multidisciplinar. Como objetivo geral, buscou-se analisar as territorialidades persistentes no “Beiral”, em Boa Vista-RR, mesmo com a ocorrência das enchentes no município. Assim, conseguiu-se verificar, através da aplicação de questionários, a percepção dos moradores sobre o “Beiral” e identificar atributos que permitiram descrever melhor o fenômeno. A metodologia utilizada na pesquisa foi uma extensa revisão bibliográfica, aplicação de questionários, observações presenciais e conversas informais com os moradores.  Evidenciou-se que o “Beiral” era um lugar com ótima acessibilidade a todos os bairros da cidade de Boa Vista. A comunidade ainda era carente de vários serviços essenciais, como saúde e saneamento básico; mesmo assim, os moradores tinham apreciações que os levavam a não querer sair de lá, porque, além de terem construído o sentido de lugar que ocupam, nele experimentam suas vivências e desenvolvem sua imaginação, memórias, percepções, desejos, medos e tensões; construíram, portanto, socialmente e culturalmente, um lugar com muito sentimento e significados. Outro elemento importante para que que a maioria dos moradores persistia em continuar morando no “Beiral” era o fato de que não tinham condições econômicas para residirem outro bairro. Conclui-se, portanto, que a economia e os sentidos de lugar eram os fatores-chave para que perseverassem em viver nesse lugar. Assim, os aspectos materiais e imateriais foram responsáveis igualitários pelas territorialidades desenvolvidas neste lugar; e, por último, não se pode esquecer de que as territorialidades são formas e conteúdo que geram funcionalidades a um sistema e que são compreendidas por elementos, os quais têm uma finalidade dentro do espaço e atributos que os condicionam a este.

Biografia do Autor

Artur Rosa Filho, Universidade Federal de Roraima

Doutorado e Pós-doutorado em Geografia

Mestrado em Planejamento Urbano e Regional

Graduação em Geografia

 

Downloads

Publicado

30/08/2022 — Atualizado em 30/08/2022

Versões

Edição

Seção

Artigos