Efeito de diferentes concentrações do extrato aquoso de folhas de nim na mortalidade da mosca minadora Liriomyza sativae Blanchard (Diptera: Agromyzidae)

Flávia Gomes Silva, Ewerton Marinho Costa, Roberta Rocha Ferreira, Francisco Edivino Lopes da Silva, Elton Lucio Araujo

Resumo


O controle da mosca minadora Liriomyza sativae é imprescindível nas áreas de produção de melão (Cucumis melo) dos estados do Rio Grande do Norte e Ceará. Portanto, objetivou-se avaliar o efeito letal de diferentes concentrações de extrato aquoso de folhas de nim, aplicadas via pulverização sobre as folhas e via irrigação no solo, sobre larvas da mosca minadora L. sativae em meloeiro. Foram realizados dois bioensaios, sendo o primeiro mediante a aplicação via pulverização direta sobre as larvas nas folhas, e o segundo via aplicação no solo. Os bioensaios foram conduzidos em delineamento inteiramente casualizado, composto por seis tratamentos (cinco concentrações do extrato aquoso de folhas de nim: 0,0; 2,5; 5,0; 7,5; 10,0 e 12,5 g 100 mL-1 de água destilada e o tratamento controle: somente água destilada). Foram realizadas duas avaliações: na primeira, contabilizou-se o número de larvas mortas por planta, enquanto na segunda, registrou-se a mortalidade pupal. Foi verificado aumento da mortalidade larval e pupal da mosca minadora com o incremento na concentração do extrato aquoso de folhas de nim, independente da forma de aplicação. O extrato aquoso de folhas de nim é letal para larvas e pupas da mosca minadora L. sativae, independentemente da forma de aplicação. A maior concentração do extrato aquoso de nim estudada (12,5 g 100 mL-1), apesar de não ocasionar o máximo de controle, proporcionou os maiores percentuais de mortalidade de L. sativae.

Palavras-chave


Azadirachta indica. Cucumis melo. Mosca minadora. Manejo integrado de pragas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v10i4.3363

Direitos autorais 2017 REVISTA AGRO@MBIENTE ON-LINE

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.