A Tríplice Fronteira Setentrional do Brasil e a arquitetura do Forte São Joaquim do Rio Branco

Graciete Guerra da Costa

Resumo


Resumo. O trabalho estuda as características particulares da Arquitetura produzida na Região da tríplice fronteira, Brasil, Venezuela e Guiana Inglesa em meados do século XVIII.  Trata-se do Forte de São Joaquim do Rio Branco no Estado de Roraima situado na porção mais Setentrional do Brasil localizado no encontro dos rios Tacutu e Uraricoera, que se juntam para formar o Rio Branco. O ponto era estratégico porque o rio Tacutu serviu de entrada de espanhóis vindos da Venezuela, e o Uraricoera era utilizado pelos holandeses surgidos do Suriname para chegar ao rio Amazonas. O objetivo desse trabalho é verificar como se encontra atualmente esse forte, valorizar a sua Arquitetura e estudar o engenheiro militar alemão Phelippe Stürm.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista sob Licença Creative Commons