Avaliação de custo benefício da utilização de energia fotovoltaica

LUZILENE SOUZA SILVA, Ronaldo Furtado de Assunção, Demetrius Clemente da Rocha Sobrinho, Ericka da Silva Freitas, Welton Raiol de Assunção

Resumo


O Brasil possui um imenso potencial para geração de energia fotovoltaica. No entanto, este recurso ainda é pouco explorado no país devido, principalmente, à falta de incentivos fiscais do governo e falta de mão de obra qualificada para instalação dos sistemas solares. Até mesmo os trabalhos acadêmicos neste campo de pesquisa ainda são escassos no Brasil, a maioria das pesquisas realizadas até então, foram feitas em países como Alemanha, Austrália e Estados Unidos. Diante deste contexto, o presente trabalho buscou analisar o custo beneficio da implantação de um sistema fotovoltaico. Para tanto, foi utilizada um metodologia de pesquisa baseada em um estudo de caso, no qual foram utilizados dois orçamentos de duas edificações que implantaram o referido sistema. A partir dos dados coletados no estudo de caso foi possível verificar que a aquisição dos sistemas fotovoltaicos possui um alto valor de investimento inicial. Nos casos analisados neste trabalho, os valores dos orçamentos foram de: R$ 68. 479,02 para a edificação A; e de R$ 57.536,20 para a edificação B. No entanto, observou-se que a implantação das placas solares possibilitou a geração de energia solar, a qual foi responsável pela redução do consumo de energia elétrica em 100%. Diante disto, concluiu-se que, apesar do alto custo, o sistema se paga em poucos anos e a partir disso, o consumidor não tem mais gastos com o consumo de energia, sendo o mesmo considerado autossuficiente neste sentido. Além da questão econômica, a utilização de energia solar traz ainda como vantagens a redução do impacto ambiental gerado pelo consumo de energia elétrica não renovável.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista sob Licença Creative Commons