O ENDOMARKETING E A SATISFAÇÃO NO TRABALHO EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR

Eliana Andréa Severo, Elisandra Kemmerich, Julio Cesar Ferro de Guimarães, Rossana Parizotto Ribeiro

Resumo


O endomarketing trata-se de um instrumento de extrema importância para as organizações, pois com ele o colaborador pode fortalecer o relacionamento, compartilhar objetivos, sentir-se motivado e satisfeito com o seu ambiente de trabalho, para que ocorra o comprometimento no alcance de metas e objetivos organizacionais. O presente estudo tem como objetivo analisar a relação entre as ações de endomarketing e a satisfação no trabalho em uma Instituição de Ensino Superior (IES), localizada no norte do Rio grande do Sul. A metodologia utilizada tratou-se de duas fases distintas, porém, complementares. Na primeira etapa ocorreu uma pesquisa qualitativa e exploratória por meio de um grupo focal. Na segunda etapa realizou-se uma pesquisa quantitativa descritiva. Os resultados destacam que as práticas de endomarketing adotadas na IES apresentam índices significativos ligados à satisfação dos colaboradores, e que estes índices têm relação com as ações desenvolvidas.

Palavras-chave


Endomarketing; Comunicação Interna; Motivação; Instituição de Ensino Superior

Texto completo:

PDF

Referências


Ackerman, R., & Schibrowsky, J. (2008). A business marketing strategy applied to student retention: a higher education initiative. Journal of College Student Retention: Research, Theory & Practice, 9(3), 307-336.

Bardin, L. (2009). Análise de conteúdo. Lisboa: Portugal. Ed. 70.

Bekin, S. F. (2004). Endomarketing: como praticá-lo com sucesso. São Paulo. Ed. Person.

Bekin, S. F. (1995). Conversando sobre endomarketing. São Paulo: Makron Books.

Berry L. L. (1981). The employee as customer. Journal of Retail Banking, 3, 25-28.

Berry, L. L., & Parasuraman, A. (1991). Marketing services: Competing through quality. New York: The Free Press.

Brasil, M. V. O., Tassigny, M. M., Ponpeu, R. M., & Oliveira, F. C. (2015). O marketing social em projetos de responsabilidade social universitária. Revista GUAL, 8(2), 113-133.

Brum, A. M. (2010). Endomarketing: de A a Z. 3. ed. Porto Alegre: Dora Luzzato.

Chang, C. S., & Chang, H. C. (2009). Perceptions of internal marketing and organizational commitment by nurses. Journal of Advanced Nursing, 65(1), 92-100.

Cerqueira, W. (2005). Endomarketing: educação e cultura para a qualidade. Rio de Janeiro: Qualitymark.

Cruz, M. R., Santini, F., Severo, E. A., Camargo, M. E., & Lenz, G. S. (2012). Marketing de relacionamento: análise da percepção dos alunos de uma instituição de ensino superior da serra gaúcha. GEINTEC - Gestão, Inovação e Tecnologias, 2, 524-540.

Czarniawska, B., & Genell, K. (2002). Gone Shopping? Universities on their way to market.

Scandinavian Journal of Management, 18, 455-474.

Figueiró, D. M., & de Lima, R. P. (2016). Endomarketing como medida estratégica ao desenvolvimento organizacional das cooperativas. Revista de Administração de Roraima-RARR, 6(3), 624-643.

Fonseca, E. F. (2003). A construção da imagem organizacional: um estudo de caso da PUC Minas, campus Coração Eucarístico. Belo Horizonte.

Gaskell, G. (2002). Entrevistas individuais e grupais. In: Bauer, M. W., & Gaskell G. (Org) Pesquisa qualitativa com texto, imagem e som: um manual prático. Petrópolis: Vozes.

Gil, A. C. (2007). Métodos e técnicas de pesquisa social. 5. ed. São Paulo: Atlas.

Gomes, G., Silveira, A., & Souza, M. J. B. (2013). Plano de marketing: um olhar mais acurado sobre a adoção em instituições de ensino superior brasileiras. Revista GUAL, 6(2), 185-209.

Keller, S. B., Lynch, D. F., & Ellinger, A. E. (2006). The impact of internal marketing efforts in distribution servisse operations. Journal of Business Logistics, 27(1), 109-137.

Kitzinger, J. (2000). Focus groups with users and providers of health care. In: Pope, C., & Mays, N. (Org.). Qualitative research in health care. 2. ed. London: BMJ Books.

Kleinberg, M. N., Rebouças, S. M. D. P., & Costa, J. (2015). Avaliação da satisfação, percepção da reputação e lealdade estudantil na FEAAC. Revista GUAL, 8(2), 70-89.

Kotler, P. (1994). Administração de marketing: análise, pla¬nejamento, implementação e controle. 4. ed. São Paulo: Atlas.

Laeber, I. M., Mainardes, E. W., & Monte-Mor, D. S. (2016). O entendimento dos estudantes dos cursos técnicos de administração sobre as atividades realizadas pelo marketing. Revista de Administração de Roraima-RARR, 6(2), 535-555.

Malhotra, N. K. (2012). Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 6 ed. Porto Alegre: Bookman.

Malhotra, N. K., Rocha, I., Laudisio, M. C., Altheman, E., & Borges, F. M. (2005). Introdução a pesquisa de marketing. 1. ed. São Paulo: Prentice Hall.

Martins, C. B., Kniess, C. T., & Rocha, R. A. Um estudo sobre o uso de ferramentas de gestão do marketing de relacionamento com o cliente. Revista Brasileira de Marketing, 14(1), 59-71.

Medeiros, C. A. F., Albuquerque, L. G., Siqueira, M. E., & Marques, G. M. (2003). Comprometimento organizacional: o estado da arte da pesquisa no Brasil. Revista de Administração Contemporânea, 7(4), 187-209.

Morgan, R. M., & Hunt, S. D. (1994). The Commitment-trust theory of relationship marketing. Journal of Marketing, 58, 20-38.

Ndubisi, N. O., & Ndubisi, G. C. (2013). Sustainable internal market and internal customer motivation model: and medium-sized enterprise perspective. Journal of Asian and African Studies, 48(4), 521-538.

Nickels, W. G., & Wood, M. B. (1999). Marketing: relacionamentos, qualidade e valor. Rio de Janeiro: LTC.

Nunes, M., & Souza, A. C. (2012). Endomarketing: os desafios na formação de equipes conscientemente comprometidas. Revista Científica da Faculdade de Balsas, 3(1), 1-15.

Papasolomou I., & Vrontis D. (2006). Building corporate branding through internal marketing: The case of the UK retail bank industry. Journal of Product & Brand Management, 15(1), 37-47.

Rafiq, M., & Ahmed, P. (2000). Advances in the internal marketing concept: Definition, synthesis and extension. Journal of Services Marketing, 14(6), 449-462.

Santos, A. C. D. S. (2013). Endomaketing como estratégia motivacional para a responsabilidade social. Revista de Administração de Roraima-RARR, 3(2), 140-155.

Scroferneker, C. M. A. (2015). Perspectivas teóricas da comunicação organizacional. Boletim Temático ALAIC – Comunicación para Latinoamérica, ano III, número 11, 2003. Recuperado em 20 junho 2015, de http://www.eca.usp.br/alaic/boletin11/cleusa.htm

Vergara, S. C. (2013). Gestão com pessoas e subjetividade. 6.ed. São Paulo: Atlas.

Zanin, A., Poli, O. L., Moura, G. D., Jung, C. F., & Caten, C. S. (2015). Definição de painel de indicadores de desempenho para instituições comunitárias de ensino superior. Revista GUAL, 8(2), 1-27.

Wieseke, J., Ahearne, M., & Lam, S. K. (2009). The role of leaders in internal marketing. Journal of Marketing, 73(2), 123-145.




DOI: http://dx.doi.org/10.18227/2237-8057rarr.v9i1.5070

Revista de Administração de Roraima -RARR
Roraima Management Review -RMR
e-ISSN: 2237-8057 | DOI: 10.18227/2237-8057rarr
Centro de Ciências Administrativas e Econômicas
Departamento de Administração
Universidade Federal de Roraima
Boa Vista - Roraima - Brasil

Telefone:+55 (95)3621-3149
Email:rarr.ufrr@gmail.com
Endereço:Av. Cap. Ene Garcez, 2413, bloco II, sala 243
Bairro Aeroporto, Campus Paricarana - UFRR
Cep:69310-000
Revista sob
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.
Bookmark and Share