A ATUAÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES NÃO GOVERNAMENTAIS (ONGS) E A AGROECOLOGIA NO SUL DO BRASIL

Roberto Antônio Finatto

Resumo


Este artigo analisa o papel desempenhado pelas ONGs no desenvolvimento da agroecologia na região Sul do Brasil. Para tanto, parte de uma abordagem histórica construída com base na perspectiva dos atores que estiveram ou que ainda estão diretamente envolvidos com o sistema de produção agroecológico. O método pautou-se em revisão bibliográfica, análise documental (leitura de projetos em execução) e entrevistas com informantes qualificados para detalhar o processo histórico e o papel atual das ONGs. Conclui-se que essas organizações, ao somarem esforços no campo técnico e político com outras instituições, foram centrais para moldar o atual quadro da agroecologia no sul do país. Traços dessa atuação podem ser identificados na legislação sobre a produção orgânica, na criação de associações e cooperativas e na abertura de canais de comercialização. Entretanto, dificuldades na obtenção de recursos e a entrada de novos atores no sistema agroecológico tendem a diminuir a centralidade dessas organizações no espaço em tela.

Palavras-chave


Agricultura; agroecologia; ONG; região Sul (Brasil)

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5654/acta.v13i32.5106




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

Geoscience e-Journals

Previous

Random

Next

List

ACTA GEOGRÁFICA
Revista do Curso de Geografia
Universidade Federal de Roraima (UFRR)
Telefone: +55 (95)3621-3162
E-mail: luiza.camara@ufrr.br
Boa Vista - Roraima - Brasil

Revista sob Licença Creative Commons