CARTOGRAFIA SOCIAL UMA FERRAMENTA PARA A CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO TERRITORIAL: REFLEXÕES TEÓRICAS ACERCA DAS POSSIBILIDADES DE DESENVOLVIMENTO DO MAPEAMENTO PARTICIPATIVO EM PESQUISAS QUALITATIVAS

Natane Oliveira da Costa

Resumo


A Cartografia Social atualmente é vista como uma nova ferramenta utilizada no planejamento e na transformação social, sendo fundamentada na investigação-ação-participativa e desenvolvimento local. Os grupos sociais são os autores dos mapas, todo o processo de representação e construção de conhecimentos territoriais e feito em coletividade. Este artigo objetiva apresentar um conjunto de reflexões teórico metodológicas acerca das possibilidades de organizar mapeamentos participativos. No que concerne aos procedimentos metodológicos o referencial teórico foi fundamentado nos estudos de Gorayeb; Meireles (2014), Gorayeb; Meireles; Silva (2015), Acselrad; Coli, (2008), entre outros. A Cartografia Social apresenta-se como uma ferramenta muito importante na medida em que favorece articulação entre saberes e conhecimentos por meio do estabelecimento de uma linguagem acessível que diz respeito a representação da realidade por meio da cartografia.

Palavras-chave


Cartografia Social, Grupos sociais, Território

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5654/acta.v0i0.3820




INDEXADORES E BASES BIBLIOGRÁFICAS:

Geoscience e-Journals

Previous

Random

Next

List

ACTA GEOGRÁFICA
Revista do Programa de Pós-Graduação em Geografia
Universidade Federal de Roraima (UFRR)
Telefone: +55 (95)3621-3162
E-mail:actageografica@ufrr.br
Boa Vista - Roraima - Brasil

Revista sob Licença Creative Commons