Comparação de características produtivas entre progênies de meios irmãos de mangabeiras de populações do Amapá e da Paraíba

Gilberto Ken-Iti Yokomizo, Igor Correa dos Santos, Ary Camargo de Freitas

Resumo


As populações nativas de mangabeiras, que fornecem frutas para produção de sorvetes, sucos, doces em calda e consumo de fruto fresco in natura, vem sofrendo pressão antrópica, podendo ser extintas. Nesse sentido, pesquisas que possam obter informações morfogenéticas para ações de melhoramento genético e para impedir o processo de erosão genética são importantes. Objetivou-se com este trabalho comparar as características produtivas de 36 progênies de meios irmãos de mangabeiras de populações do Amapá e oito da Paraíba. O delineamento estatístico utilizado foi um látice completo, com duas repetições e seis plantas por parcela. As características avaliadas foram: número estimado de frutos na planta (NF); média da massa de dez frutos (MF); média do diâmetro de dez frutos (DF); média do comprimento de dez frutos (CF). Pode-se concluir que as procedências do Amapá apresentaram maiores valores para MF, CF, DF, com presença de considerável variabilidade genética para CF e DF, indicando possibilidade de seleção e melhoramento para consumo de frutos frescos. As procedências da Paraíba, baseado no NF e demais características de frutos, são mais indicadas para melhoramento destinado à exploração artesanal/ industrial da polpa. As duas populações se mostraram distintas e, portanto, são úteis em um processo de intercruzamentos entre ambas, pela complementariedade genética existente, podendo gerar progênies com apreciável grau de divergência genética e maior desempenho relativo para as variáveis MF, CF, DF e NF.

Palavras-chave


Apocynaceae. Espécie Nativa. Gráfico Box Plot. Hancornia speciosa. Variabilidade Fenotípica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v11i1.3356

Direitos autorais 2017 REVISTA AGRO@MBIENTE ON-LINE

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.