Crescimento vegetativo do cafeeiro Conilon fertirrigado com diferentes parcelamentos e doses de nitrogênio e potássio

Marcelo Magiero, Robson Bonomo, Fábio Luiz Partelli, Joabe Martins de Souza

Resumo


O manejo da irrigação e a adubação do cafeeiro estão diretamente ligados à produtividade e ao custo de produção, portanto, fundamentais para a sustentabilidade da atividade. Objetivou-se com a realização deste trabalho, avaliar o crescimento vegetativo do cafeeiro Conilon irrigado em diferentes parcelamentos e doses de nitrogênio e potássio aplicados por fertirrigação. O trabalho foi conduzido em lavoura comercial de café Conilon (Coffea canephora) com 24 meses, localizada no município de São Mateus, ES. O experimento foi conduzido num delineamento inteiramente ao acaso, em parcelas subdivididas e quatro repetições. As parcelas corresponderam ao parcelamento das adubações sendo: 3; 9; 15; e 21 vezes, para o ano safra. As subparcelas corresponderam às diferentes doses de nitrogênio e potássio, sendo aplicado: 60%, 80%, 100%, 120%, 140% e 160% da dose recomendada. O crescimento vegetativo de ramos ortotrópicos e plagiotrópicos foi avaliado a cada 90 dias. O parcelamento em nove vezes foi suficiente para que as variáveis de crescimento vegetativo apresentassem os melhores resultados, não diferindo de parcelamentos superiores. Ocorre maximização do aproveitamento dos nutrientes aplicados por fertirrigação, uma vez que, a redução das doses de N e K2O, não acarretou em redução de desenvolvimento.

Palavras-chave


Coffea canephora. crescimento vegetativo. adubação. irrigação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v11i1.3336

Direitos autorais 2017 REVISTA AGRO@MBIENTE ON-LINE

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.