Desempenho agronômico de híbridos de milho na região sudeste de Goiás

Lucas da Silva Araújo, Luis Gustavo Barroso Silva, Pedro Marques da Silveira, Fabrício Rodrigues, Milton Luiz da Paz Lima, Paulo César Ribeiro da Cunha

Resumo


Uma das formas de maximizar a produtividade de grãos de milho é a escolha correta do híbrido para condições edafoclimáticas regionais. Nesse contexto, objetivou-se avaliar o desempenho agronômico de onze híbridos de milho na região sudeste de Goiás, Brasil. O experimento foi conduzido a campo, na safra (primavera-verão) 2013/2014, em Latossolo Vermelho distrófico sob condições edafoclimáticas do Cerrado, na região sudeste de Goiás. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos ao acaso, sendo 11 tratamentos representados pelos híbridos de milho, com quatro repetições. Foram avaliados o estande final de plantas, número final de espigas, características morfológicas das plantas (altura da planta, altura da espiga e diâmetro do colmo), componentes da produção (comprimento da espiga, número de fileiras por espiga, número de grãos por fileira, número de grãos por espiga e massa de 100 grãos) e a produtividade de grãos. O estande final de plantas e o número de espigas foram semelhantes entre os híbridos. Os híbridos comerciais de milho apresentam grande variação no desempenho agronômico na região sudeste de Goiás. Com relação à altura das plantas e da espiga, os híbridos LG6036 e 20A55 apresentaram as maiores alturas de plantas e o híbrido LG6036 apresentou maior altura de espiga. Já, para o diâmetro do colmo, as plantas dos híbridos Feroz, BX1293, LG6036, 20A55, Maximus e P3862 apresentaram colmos grossos. Na avaliação dos componentes da produção, os híbridos de milho demonstraram variação nos resultados. Os híbridos simples Maximus e P3862, e os triplos 20A55 e 30A95 foram os mais produtivos.

Palavras-chave


Cerrado. Componentes da produção. Produtividade de grãos. Variabilidade genética. Zea mays L.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v10i4.3334

Direitos autorais 2017 REVISTA AGRO@MBIENTE ON-LINE

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.