QUESTÃO DO PIRARA: RORAIMA

REGINALDO GOMES OLIVEIRA, MARIA DAS GRAÇAS DIAS MAGALHÃES

Resumo


Neste trabalho apresentamos uma síntese de estudos preliminares sobre a Questão do Pirara. Para isso, buscamos aspectos de suas raízes no período colonial, quando foi registrada a presença de espanhóis, holandeses e seguida dos lusitanos e ingleses na região. É um evento do Brasil amazônico pouco discutido na historiografia regional e importante para a compreensão da formação de parte da fronteira atual entre o Brasil e a Guyana. O nosso interesse é provocar outras discussões e interpretações sobre esse evento histórico, que se mostra pouco claro na formação da fronteira, e sobre a “neutralidade” dos povos indígenas nos territórios em litígio.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/2217-1448ted.v1i14.878



SEER periodicos latindex   webqualis
Editora
Cabeçalho da página  
Revista de Ciências Humanas da Universidade Federal de Roraima
Centro de Ciências Humanas
Boa Vista - Roraima - Brasil