RELAÇÕES BRASIL-SURINAME: CONSTRUÇÃO DE CONFIANÇA NO CONTEXTO DA GUERRA FRIA (1975-1985)

JOÃO NACKLE URT

Resumo


O artigo trata da evolução das relações do Brasil com o Suriname por um período de dez anos, a partir de 1975. Nesse decênio, é possível observar as primeiras manifestações da identidade internacional surinamesa, bem como a atuação do Brasil para assegurar relações confiáveis com seu mais novo vizinho sem despertar protestos de hegemonia ou satelitização. O destaque vai para as relações havidas a partir de 1982, ano em que um novo golpe de Estado indicou que o Suriname poderia se tornar uma ditadura de esquerda, aliada de Cuba e da Líbia. Diferentemente do que o contexto da Guerra Fria sugeria, o governo brasileiro enviou uma missão diplomática para aprofundar a cooperação com o Suriname, logrando evitar a “cubanização” de seu vizinho.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/2217-1448ted.v1i14.873



SEER periodicos latindex   webqualis
Editora
Cabeçalho da página  
Revista de Ciências Humanas da Universidade Federal de Roraima
Centro de Ciências Humanas
Boa Vista - Roraima - Brasil