O governo de Nicolás Maduro resiste: um diálogo crítico com o modelo de quedas presidenciais proposto por Aníbal Pérez-Liñán

Jefferson Nascimento

Resumo


Neste artigo, estabelecemos um diálogo
crítico com o modelo de análise de quedas
presidenciais criado por Aníbal Pérez-
Liñán à luz do caso venezuelano atual: a
crise política pela qual o governo de Nicolás
Maduro atravessa. O objetivo é discutir por
que a análise bidimensional proposta pelo
autor é insuficiente para compreender a
complexidade desse caso. Para isso, fizemos
uma análise multidimensional, com base
no conceito de endogeneidade formulado
por Robert Franzene Jr., a fim de examinar
quais são as ameaças à manutenção de
Maduro no poder e quais são os escudos
que o protegem, analisando as seguintes
variáveis: o legislativo, os protestos de
rua, as instituições de justiça e as forças
armadas. Adicionalmente, investigamos
as estratégias do Executivo e dos grupos
opositores diante do acirramento dos
conflitos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/2217-1448ted.v1i34.6966



SEER periodicos latindex   webqualis
Editora
Cabeçalho da página  
Revista de Ciências Humanas da Universidade Federal de Roraima
Centro de Ciências Humanas
Boa Vista - Roraima - Brasil