INFLUÊNCIA DA VULNERABILIDADE DO AMBIENTE NO LICENCIAMENTO AMBIENTAL DE RODOVIAS NO ESTADO DE MINAS GERAIS.

Rachel Rodrigues Maia, Adriana Alves Pereira Wilken

Resumo


As obras de melhoria e pavimentação de rodovias contribuem para o desenvolvimento socioeconômico na região em que se inserem e se caracterizam como obras de interesse público. Não obstante, estas obras geram impactos ambientais negativos e devem ser regularizadas a fim de prevenir danos ambientais. As modalidades de licenciamento ambiental em Minas Gerais foram alteradas pela Deliberação Normativa (DN) COPAM nº 217/2017, que incluiu, dentre outros pontos, a vulnerabilidade do ambiente no enquadramento das propostas. Os futuros processos de licenciamento representam dúvidas no setor, pois é incerto se os processos ficarão mais criteriosos. Objetivou-se investigar o impacto da implementação da DN nº 217/2017 na etapa de triagem dos processos de regularização ambiental do setor rodoviário. Por meio da análise e simulação da regularização de nove trechos de diferentes rodovias, previamente regularizados com Autorizações Ambientais de Funcionamento (AAFs), verificou-se que o enquadramento alteraria significativamente as modalidades de licenciamento para seis trechos. Nestes casos, estudos contemplando as interferências em ambientes sensíveis, como na Reserva da Biosfera e em cavidades, deveriam ser apresentados. A diferença mais relevante ocorreu para um dos trechos estudados, no qual seria necessário, dentre outros documentos, a apresentação de estudos ambientais mais detalhados como o Estudo de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA). Estes resultados indicam que a inclusão dos critérios locacionais na etapa de triagem dos processos aumentará o controle administrativo do órgão ambiental em relação ao uso dos recursos naturais e ao monitoramento dos impactos associados às atividades de melhoria e pavimentação de rodovias.


Palavras-chave


Avaliação de Impacto Ambiental; Estradas; Licenciamento Simplificado, Estudos Ambientais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 REVISTA GEOGRÁFICA ACADÊMICA

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

 


 

Indexadores: CrossrefSumários.org; Periódicos CapesAGORA (Access to Global Online Reasearch  in Agriculture - FAO)Geoscience e-Journals; EBSCO PublishingGenamics JournalSeekGeoRef  database; GALE Cengage LearnigLATINDEX; CGP - American Geographical Society Library; DOAJ - Directory of Open Access Journals; Ocean Technology, Policy and Non-Living Resources (ASFA 2); Meteorological and Geoastrophysical Abstracts; Water Resources Abstract; ICAAP - Journal Database; SJSU - Electronic Journals Index;  Open J-Gate; Portal do SEER; Eletronic Journals Library; e -Periodicos (Sistema de Bibliotecas da Unicamp)  

 

A RGA também disponibiliza seus artigos na plataforma academica.edu disponível em: http://ggf.academia.edu/rga

 

Google Page Rank

PRchecker.info

 



 

Previous

Random

Next

List


Creative Commons License
Revista Geografica Academica by Geografica Academica is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at www.rga.ggf.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.rga.ggf.br

Periódico científico editado pelo Laboratório de Métricas da Paisagem - MEPA / Dep. de Geografia da Universidade Federal de Roraima - UFRR.

Contato: geograficaacademica@gmail.com

Universidade Federal de Roraima

Laboratório de Métricas da Paisagem

Dep.Geografia

Campus Paricarana

Av. Cap. Ene Garcez, 2413

CEP: 69310-000

Boa Vista, Roraima

Telefone: 95 - 3621 3114