CARTOGRAFIAS DO PIAUÍ: RELACIONANDO INFRAESTRUTURA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL

Autores

  • Paulo Antônio Barbosa Júnior Universidade Federal do Piauí (UFPI), Centro de Tecnologia, Departamento de Transportes, Teresina, Piauí, Brasil.
  • Giovana Mira de Espindola Universidade Federal do Piauí (UFPI), Centro de Tecnologia, Departamento de Transportes, Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA/TROPEN), Teresina, Piauí, Brasil. http://orcid.org/0000-0003-2691-8496
  • Eduilson Lívio Neves da Costa Carneiro Instituto Federal do Piauí (IFPI), Campus Teresina Central, Departamento de Informação, Ambiente, Saúde e Produção Alimentícia, Teresina, Piauí, Brasil.

Palavras-chave:

Geoprocessamento, Renda, Educação, Integração Regional, Piauí

Resumo

Durante as décadas de 50 a 90, o Piauí foi o Estado mais pobre do Brasil. Recentemente, o Piauí tem apresentado acelerado crescimento econômico, devido em parte ao fortalecimento dos setores de comércio e construção, e a implantação da agricultura moderna na porção do Cerrado piauiense da região MAPITOBA. Apesar do recente incremento econômico, percebe-se que no Piauí, assim como em outros estados do Brasil, o desenvolvimento se dá de forma irregular com relação aos aspectos sociais e seus padrões de distribuição no território. Neste sentido, o presente trabalho busca mostrar que no Piauí a concentração de bens e pessoas está em parte condicionada a infraestrutura de transporte, com exceção da mesorregião Sudoeste Piauiense, onde o modelo de desenvolvimento adotado é essencialmente diferente do modelo das demais regiões. Desta forma, a baixa integração regional no Piauí tem contribuído para o surgimento de duas porções territoriais distintas e isoladas: uma ao norte, com características predominantemente urbanas e relativa concentração de bens e pessoas; e outra ao sul, onde se estabeleceu a última fronteira agrícola do país, com a implantação da agricultura moderna em áreas de vazios demográficos e baixos índices de desenvolvimento social. Assim, partindo-se da demanda por estudos que melhor descrevam as especificidades do território e que contribuam para a elaboração de políticas públicas adjetivadas ao local, o trabalho faz uso da Cartografia Temática e da Análise Espacial para descrever a situação atual do estado do Piauí com relação a Renda e Educação.

Downloads

Publicado

02/08/2016