Conceitos e práticas inclusivas no contexto da Educação Física escolar

Autores

  • Mayara Erbes Ranzan Universidade Federal de São Carlos
  • Taylor Brian Lavinscky Pereira Universidade Federal de São Carlos
  • Tarcísio Bitencourt dos Santos

DOI:

https://doi.org/10.18227/2675-3294repi.v2i0.7049

Palavras-chave:

Educação Física, Inclusão, Deficiência

Resumo

RESUMO  

Objetivo. Apresentar propostas de conceitos e práticas encontradas na literatura que buscam auxiliar professores de Educação Física no processo de inclusão de estudantes com deficiências.
Desenvolvimento. O artigo perpassa por conceitos e práticas que buscam auxiliar professores de Educação Física em sua prática docente, ofertando um acervo de informações dispostas na literatura sobre o tema e exemplificando com ações práticas do cotidiano.
Implicações. Considerando a proposta do trabalho, espera-se que os professores reflitam sobre o escopo apresentado, absorvam o necessário e reproduzam o essencial em suas aulas, implicando em aplicabilidade das legislações no que concerne a inclusão de alunos com deficiência.

Biografia do Autor

Mayara Erbes Ranzan, Universidade Federal de São Carlos

Possuo graduação em Educação Física-Licenciatura pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná 2012-2015; Mestrado em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos 2016-2018 (Bolsista CAPES); Especialização em Atividade Física Adaptada pela Universidade Estadual de Campinas. Atualmente sou Doutoranda em Educação Especial pela Universidade Federal de São Carlos (Bolsista CAPES) e docente no curso de Educação Física do Centro Universitário Central Paulista (UNICEP). Minhas pesquisas são direcionadas para as Atividades Físicas Adaptadas, Formação Inicial e Formação Continuada em Educação Física para o trabalho junto da pessoa com deficiência.

Taylor Brian Lavinscky Pereira, Universidade Federal de São Carlos

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Santa Cruz (2015), mestrado em Educação Especial (Educação do Indivíduo Especial) pela Universidade Federal de São Carlos (2018) e Bacharelado em Educação Física pela Claretiano Centro Universitário (2020). Atualmente é doutorando em Educação Especial (Educação do Indivíduo Especial) pela Universidade Federal de São Carlos. Professor de esportes - Ski Experience LTDA e treinador de Ski Cross Country Paralímpico - Confederação Brasileira de Desporto na Neve. Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física Adaptada, atuando principalmente nos seguintes temas: esportes adaptados e educação especial.

Tarcísio Bitencourt dos Santos

Licenciado em Educação Física pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Mestre em Educação Especial pelo Programa de Pós-Graduação em Educação Especial (PPGEEs) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar). Classificador Funcional de Basquete em Cadeira de rodas.

Referências

AFONSO, C. M.; MUNSTER, M. A. Proposta de inventário de avaliação das condições de inclusão de alunos com deficiências nas aulas de educação física escolar. In: Seminário de Estudos em Educação Física Escolar (pp. 61- 107). Anais de evento... São Carlos: CEEFE/UFSCar, 2008.

ALMEIDA, J. J. G. Estratégias para Aprendizagem Esportiva: uma abordagem pedagógica da atividade motora para cegos e deficientes visuais. Tese (Doutorado) - Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, Campinas, 1995.

ALMEIDA, J. J. G.; OLIVEIRA FILHO, C. W. A iniciação e o acompanhamento do atleta deficiente visual. In: Sociedade Brasileira de Atividade Motora Adaptada, Temas em Educação Física Adaptada Temas em Educação Física Adaptada Temas em Educação Física Adaptada. Curitiba: SOBAMA, 2001.

BRASIL, Lei nº 4.024 de 20 de dezembro de 1961. Fixa as Diretrizes e Bases da Educação nacional. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, 1961.

BRASIL, Artigo nº 208 da Constituição (1988) Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

BRASIL, Lei no 7.853, de 24 de outubro de 1989. Dispõe sobre o apoio às pessoas portadoras de deficiência, sua integração social, sobre a Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência - Corde, institui a tutela jurisdicional de interesses coletivos ou difusos dessas pessoas, disciplina a atuação do Ministério Público, define crimes, e dá outras providências. Diário Oficial da União: seção 1, Brasília, DF, 1989.

BRASIL, Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União: seção 1, n. 248, de 23/12/96 (p. 27833). Brasília, DF, 1996.

BRASIL, Decreto nº 6.571, de 17 de setembro de 2008. Dispõe sobre o atendimento educacional especializado, regulamenta o parágrafo único do art. 60 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e acrescenta dispositivo ao Decreto nº 6.253, de 13 de novembro de 2007. Diário Oficial da União: Brasília, DF, 2008.

BETTI, M.; ZULIANI, L. R. Educação física escolar: uma proposta de diretrizes pedagógicas. 2002 Revista Mackenzie da educação física e esporte, v. 01, n 01, p. 73-81, 2002. Disponível em: < https://bit.ly/2XJtXMv >. Acesso em 15 jun. 2021.

CAMPEÃO, M. da S. Atividades Esportivas para Pessoas com Deficiência Mental. UFRural/RJ, 2006.

COSTA, C. M. Inclusão de estudantes com deficiência visual nas aulas de educação física: um estudo de caso. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de São Carlos, 2015.

COSTA, M. Estratégias de ensino para pessoas com TEA no ambiente escolar. Portal comporte-se psicologia & análise do comportamento, 2017. Disponível em: < https://comportese.com/2017/03/06/estrategias-de-ensino-para-pessoas-com-tea-no-ambiente-escolar >. Acesso em: 9 jun. 2021.

CRAFT, D. H., & LIEBERMAN, L. Deficiência visual e surdez. In: J. P. Winnick (Ed.). Educação física e esportes adaptados (p. 181-206). Barueri: Manole, 2014.

CRISTINA, J. S.; POLO, M. C. E. Jogos e brincadeiras com deficientes intelectuais. In: EDUCERE, XII Congresso Nacional de Educação. Curitiba. Anais eletrônicos XII EDUCERE, 2015.

DECLARAÇÃO DE SALAMANCA, Sobre princípios, políticas e práticas na área das necessidades educativas especiais. Salamanca – Espanha, 1994.

FIORINI, M. L.S.; MANZINI, E. J. Dificuldades dos professores de Educação Física diante da inclusão educacional de alunos com deficiência. Trabalho Completo. In: Anais do V Congresso Brasileiro de Educação Especial (p. 1-12). 2012

FIORINI, M. L. S.; MANZINI, E. J. Inclusão de alunos com deficiência na aula de educação física: identificando dificuldades, ações e conteúdos para prover a formação do professor. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 20, n. 3, p. 387–404, 2014.

FIORINI, M. L. S.; MANZINI, E. J. Estratégias de Professores de Educação Física para Promover a Participação de Alunos com Deficiência Auditiva nas Aulas. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 24, n. 2, p. 183–198, 2018.

FREDRICKSON, N.; TURNER, J. Utilizing the classroom peer group to address children’s social needs: An evaluation of the circle of friends intervention approach. The Journal of Special Education, v. 36, n. 4, p 234-245, 2003.

GIL, A. C. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6.ed. São Paulo: Atlas, 2008.

HEREDERO. E. S. A escola inclusiva e estratégias para fazer frente a ela: as adaptações curriculares. Acta Scientiarum Education, v. 32, n. 2, p. 193-208, 2010.

LIEBERMAN, L. J.; COWART, J. F. Games for people with sensory impairments: Strategies for including individual so fall ages. Champaign: Human Kinetics, 1996.

LIEBERMAN, L. J.; HOUSTON-WILSON, C. Strategies for inclusion: A handbook for physical educators. Champaign: Human Kinetics, 2009.

MANZINI, E. J. Recurso pedagógico adaptado e estratégias para o ensino de alunos com deficiência física In: MANZINI, E. J.; FUJISAWA, D. S. Jogos e recursos para comunicação e ensino na educação especial (p. 117-138). Marília: ABPEE, 2010.

MENDES, E. G. A radicalização do debate sobre inclusão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Educação, v. 11, n. 33, p. 387-405, 2006.

MUNSTER, M. A. V. Esportes na natureza e deficiência visual: uma abordagem pedagógica. Tese (Doutorado). Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP, Campinas, 2004.

MUNSTER, M. A. V.; ALMEIDA, J. J. G. Um olhar sobre a inclusão de pessoas com deficiência em programas de atividade motora: do espelho ao caleidoscópio. In: RODRIGUES, D. (Org.). Atividade Motora Adaptada: A alegria do corpo. São Paulo: Artes Médicas, 2006.

MUNSTER, M. A. V.; ALMEIDA, J. J. G. O esporte adaptado no contexto da extensão universitária. In: MENDES, E. G.; ALMEIDA, M. A. (Org.). Das margens ao centro: perspectivas para as políticas e práticas educacionais no contexto da educação especial inclusiva (pp. 457-467). Araraquara: Junqueira & Marin, 2010.

MUNSTER, M. A. V. Educação física especial e adaptada Batatais: Ação Educacional Claretiana. Batatais: Claretiano, 2011.

MUNSTER, M. A. V. Inclusão de estudantes com deficiência em programas de Educação Física: adaptações curriculares e metodológicas. Revista da Sobama, v. 14, n. 2, p. 27-34, 2013.

MUNSTER, M. A. V. et al. Plano de Ensino Individualizado Aplicado à Educação Física: Validação de Inventário na versão em português. Revista da Sobama, v. 15, n. 1, p. 43-54, 2014.

NADAL, P. O que são os Transtornos Globais do Desenvolvimento (TGD)? Nova Escola, 2011. Disponível em: < https://novaescola.org.br/conteudo/51/o-que-sao-os-transtornos-globais-do-desenvolvimento-tgd >. Acesso em: 12 jun. 2021.

PEREIRA, T. B. L. Plano de ensino individualizado no contexto da educação física escolar. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de São Carlos, fevereiro de 2018.

RODRIGUES, D. Inclusão e educação doze olhares sobre a educação inclusiva. São Paulo: Summus, 2006.

ROSSI, P.; MUNSTER, M. A. V. Formação profissional em Educação Física Adaptada: um estudo de caso. Trabalho Completo. In: VII Congresso Brasileiro Multidisciplinar de Educação Especial, 2013, Londrina. Anais de evento... Londrina: UEL, 2013.

SANTOS, T. B. dos. Efeito da tutoria por pares na participação de um estudante com deficiência física nas aulas de educação física. 2018. Dissertação (Mestrado). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2018.

SCHULTZ, J. L., LIEBERMAN, L. J., ELLIS, M. K., & HILGENBRINCK, L. C. Ensuring the success of the students in inclusive physical education. Journal of Physical Education, Recreation & Dance, v. 84, n. 5, p. 51-56, 2013.

TREMEA, V. E. BELTRAME, T. A criança com síndrome de Down e sua inclusão nas aulas de educação física: um estudo de caso. In: RODRIGUES, D. KREBS, R. e FREITAS, N. Educação inclusiva e necessidades educacionais especiais (pp. 135-160). Santa Maria: EDUFSM, 2005.

UNESCO. Declaração mundial sobre educação para todos e plano de ação para satisfazer as necessidades básicas de aprendizagem. Jomtien, Tailândia: UNESCO, 1990.

ZEPPONE, R. M. O. A conferência mundial de educação para todos e a declaração de Salamanca: alguns apontamentos. Revista de Educação Especial, v. 24, n. 41, p. 363 376, 2011.

Downloads

Publicado

24/09/2021

Edição

Seção

Diretrizes para pesquisadores e educadores