Avaliação da carga de ruptura de estacas injetadas executadas em solos moles através de métodos consagrados da literatura geotécnica

Rodrigo Cerqueira Rogério

Resumo


Apresenta-se neste trabalho a solução adotada para execução de fundações em solos moles localizado na orla marítima da cidade de Santos-SP, através da utilização das estacas injetadas autoperfurantes. A curva carga x recalque obtida através da prova de carga estática não apresentaram pontos de ruptura nítido, comportamento típico para solos de baixa resistência, como argilas marinhas de consistência mole. Através dos métodos mais consagrados da literatura foram realizadas extrapolações da curva carga x recalque e previsões da capacidade de carga através de ensaios SPT, visando a disseminação de parâmetros técnicos para fundações executadas em solos moles, através do melhor desempenho dos métodos aplicados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista sob Licença Creative Commons