SO DO SENSOR TM NA ESTIMATIVA DA TEMPERATURA DA SUPERFÍCIE E MUDANÇA NO USO DO SOLO EM VIÇOSA, MG, BRASIL

Rafael Coll Delgado, Rafael de Ávila Rodrigues, José Francisco de Oliveira Júnior, Givanildo de Gois

Resumo


O objetivo deste trabalho foi avaliar a dinâmica nouso e cobertura da terra em área de abrangência de Viçosa,
Minas Gerais. Para tanto, utilizou-se o algoritmo SEBAL (Surface Energy Balance Algorithm for Land) e o
método de classificação não supervisionada por meio do algoritmo ISODATA. Foi utilizada uma série
históricade temperatura do ar (ºC), da Estação Meteorológica Convencional (EMC) do Instituto Nacional de
Meteorologia (INMET) e imagens do sensor TM Landsat 5 do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais
(INPE), noperíodo que compreendeu 16 anos (1994-2010). Os resultados mostraram que nos anosde 1999,
2000, 2003, 2006, 2009 e 2010 mais de 20 mil hectares foram antropizadas, porém, a partir de 1999 inicia-se
um acentuado crescimento das áreas classificadas como mata. Os valores demonstraram avanço das áreas
antropizadas (58,92% em 1994 para 71,90% em 2010) e uma redução das áreas de pastagens (27,04% em
1994 para 5,90% em 2010). A temperatura da superfície estimada pelo algoritmo SEBAL para os anos de
1994 e 2010, apresentaram valores máximos de 38ºC em áreas antropizadas e valores mínimos de 18ºC em
áreas de vegetação. Com base no cálculo do viés médio (VM), o presente estudo mostrou que os dados
estimados da temperatura da superfície apresentaram boa correlação de 0,67 com os dados do INMET, já que
as temperaturas foram subestimadas e superestimadas com valores mínimos e máximos de -3,83ºC e 2,65ºC
em 1994 e 2003. Os resultados obtidos, ainda que em caráter preliminar, indicam a eficiência do
Sensoriamento Remoto (SR) por meio da análise das bandas refletivas e termal do satélite Landsat 5 como
ferramenta de análise na identificação da dinâmica do uso do solo, mostrando-se eficaz quanto à
espacialização dessas anomalias no espaço e no tempo.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2015 REVISTA GEOGRÁFICA ACADÊMICA



 


 

Indexadores: CrossrefSumários.org; Periódicos CapesAGORA (Access to Global Online Reasearch  in Agriculture - FAO)Geoscience e-Journals; EBSCO PublishingGenamics JournalSeekGeoRef  database; GALE Cengage LearnigLATINDEX; CGP - American Geographical Society Library; DOAJ - Directory of Open Access Journals; Ocean Technology, Policy and Non-Living Resources (ASFA 2); Meteorological and Geoastrophysical Abstracts; Water Resources Abstract; ICAAP - Journal Database; SJSU - Electronic Journals Index;  Open J-Gate; Portal do SEER; Eletronic Journals Library; e -Periodicos (Sistema de Bibliotecas da Unicamp)  

 

A RGA também disponibiliza seus artigos na plataforma academica.edu disponível em: http://ggf.academia.edu/rga

 

Google Page Rank

PRchecker.info

 



 

Previous

Random

Next

List


Creative Commons License
Revista Geografica Academica by Geografica Academica is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 2.5 Brasil License.
Based on a work at www.rga.ggf.br.
Permissions beyond the scope of this license may be available at http://www.rga.ggf.br

Periódico científico editado pelo Laboratório de Métricas da Paisagem - MEPA / Dep. de Geografia da Universidade Federal de Roraima - UFRR.

Contato: geograficaacademica@gmail.com

Universidade Federal de Roraima

Laboratório de Métricas da Paisagem

Dep.Geografia

Campus Paricarana

Av. Cap. Ene Garcez, 2413

CEP: 69310-000

Boa Vista, Roraima

Telefone: 95 - 3621 3114