Interceptação da chuva pela vegetação da caatinga em microbacia no semiárido cearense.

Naiara Sâmia de Caldas Izidio, Helba Araújo de Queiroz Palácio, Eunice Maia de Andrade, José Ribeiro de Araújo Neto, Adriana Alves Batista

Resumo


Objetivou-se com este trabalho quantificar e avaliar as perdas de precipitação por interceptação pela vegetação em uma área experimental com caatinga preservada no semiárido cearense. O experimento foi realizado em uma microbacia
experimental localizada no município de Iguatu, Ceará. A área não sofre interferência antrópica há mais de 20 anos, apresentando elevado nível de conservação por cobertura com vegetação do tipo Caatinga arbóreo-arbustiva. A área de medição da interceptação compreende 10 x 10 m onde foram catalogadas 172 árvores com diâmetro médio de 9,6 cm. Registrou-se a precipitação total por meio de um pluviômetro instalado em área descampada. Para a determinação da precipitação interna foram utilizados dez pluviômetros instalados sob a vegetação.O monitoramento dos 39 eventos chuvosos indica que, a precipitação interna, o escoamento pelos troncos e as perdas por interceptação correspondem a 76,5%, 5,9% e 17,9% da precipitação, respectivamente. As correlações no período seco e no período chuvoso são diferentes para as perdas por interceptação e a precipitação, evidenciando um comportamento diferente em função da época do ano. As relações lineares sugerem que o mecanismo da precipitação interna é mais importante e possui maior correlação com a precipitação do que o escoamento pelo
tronco e perdas por interceptação. À medida que a altura pluviométrica aumentou, as perdas por interceptação não diminuíram, isso foi confirmado dividindo-se os eventos em quatro classes:< 10 mm, entre 10 e 20 mm, entre 20 e 40 mm e > 40 mm.

Palavras-chave


Hidrologia. Interceptação vegetal. Microbacia Hidrográfica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v7i1.977

Direitos autorais

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.