Seletividade de herbicidas aplicados em pré-emergência, isolados e em misturas, na cultura do algodão.

Miriam Hiroko Inoue, Débora Curado Jardini, Rubem Silvério de Oliveira Junior, Kassio Ferreira Mendes, Ronei Ben, Ana Cássia Silva Possamai

Resumo


A cultura do algodão tem grande importância econômica e ocial, visto que é a fibra mais utilizada no setor têxtil. Contudo, apresenta alta sensibilidade a plantas daninhas e há poucos herbicidas seletivos à cultura. Neste contexto objetivouse com este trabalho avaliar a seletividade de herbicidas aplicados em pré-emergência na cultura do algodão. Os herbicidas alachlor, S-metolachlor, diuron, prometryne, trifluralin e oxyfluorfen foram aplicados isoladamente e em misturas sobre a variedade FMT-701, nas localidades de Diamantino-MT e Campos de Júlio-MT. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com 16 tratamentos e 4 repetições. Para avaliar a seletividade foram realizadas avaliações de altura aos 36, 66 e 150 dias após a aplicação (DAA), fitointoxicação aos 14, 21, 29 e 36 DAA, estande aos 21 e 49 DAA, número de maçãs aos 141 DAA e produtividade do algodão em caroço aos 193 DAA. Os resultados indicaram que grande parte dos
tratamentos causou injúrias na fase inicial da cultura e alguns tratamentos também proporcionaram menor altura de plantas
em determinadas avaliações. Verificou-se ainda que os tratamentos não proporcionaram diferença significativa no estande de plantas, no número de maçãs e nem na produtividade de algodão em caroço, evidenciando que todos os tratamentos avaliados podem ser utilizados no manejo de plantas daninhas.

Palavras-chave


Desenvolvimento. Fitotoxicidade, Gossypium hirsutum.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v6i2.865

Direitos autorais

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.