Ocorrência de moscas-das-frutas (Diptera: Tephritidae) em mangueiras (Mangifera indica L.) em Boa Vista, Roraima.

Adriana Bezerra Lima, Antonio Cesar Silva Lima, Adriano Henrique Cruz Oliveira, Nádia Souza dos Santos

Resumo


Um estudo foi conduzido no período de junho de 2007 a janeiro de 2008, em pomares comerciais de manga das variedades: Tommy Atkins, Haden e Palmer sendo 3 ha de cada cultivar, localizado na região do Bom Intento no Município de Boa Vista. Os espécimes de moscas-das-frutas foram coletados, por meio de armadilhas, confeccionadas com garrafas pet, que foram penduradas na copa das árvores a 1,60 m de altura. Como atrativo alimentar foi utilizado 200 mL de suco de maracujá a 30%. Foram utilizadas nove armadilhas, sendo uma armadilha por hectare. Semanalmente as armadilhas eram examinadas,
ocasião em que se substituía o atrativo e os insetos capturados retirados e colocados em frascos de vidro devidamente etiquetados e transportados ao Laboratório de Entomologia do Centro de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Roraima. As identificações dos espécimes foram feitas no Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia - INPA. No período de oito meses foram coletados 24 espécimes adultos do gênero Anastrepha (nove fêmeas e 15 machos). Quatro espécies foram identificadas: A. serpentina, A. striata, A. obliqua e A. turpinae. A maior frequência foi A. serpentina (44,44%), seguida de A. striata e A. obliqua ambas com 22,22% e A. turpinae com 11,11%. Os meses de maior ocorrência de Anastrepha spp. foram junho, julho e agosto. Este é o primeiro registro da espécie Anastrepha turpinae Stone, 1942, em Roraima.

Palavras-chave


Insecta. Diptera. Tephritidae. Anastrepha. Diversidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v6i2.813

Direitos autorais

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.