Potencial fisiológico de sementes de soja-hortaliça produzidas com diferentes adubações e armazenadas por doze meses.

Juliana Maria Espíndola Lima, Oscar José Smiderle

Resumo


A soja-hortaliça (Glycine max (L.) Merrill) apresenta características que permitem utilização na alimentação humana como hortaliça, quando as sementes estão ainda imaturas (estádio R6) e ocupam 80 a 90% do preenchimento da cavidade da vagem. Objetivou-se com este trabalho avaliar o potencial fisiológico das sementes de dois genótipos de soja-hortaliça produzidas com diferentes adubações e armazenadas por 12 meses. O delineamento experimental foi de blocos ao acaso, em esquema fatorial 5 x 2, com cinco adubações (convencional, intermediária, alternativa, uso de manipueira e casca de arroz carbonizada) e duas épocas de avaliação (após a colheita e aos 12 meses de armazenamento). Em laboratório realizou-se a avaliação da massa de cem sementes, vigor e qualidade fisiológica pelos testes de germinação, primeira contagem de germinação, condutividade elétrica, lixiviação de potássio, emergência em areia e velocidade de emergência de plântulas para
cada cultivar isoladamente. As sementes de soja-hortaliça dos dois genótipos foram armazenadas em garrafas politereftalato
de etileno por 12 meses, para averiguar a qualidade física e fisiológica no armazenamento. Sementes de soja-hortaliça BR
9452273 produzidas com adubação utilizando casca de arroz carbonizada apresentam melhor qualidade fisiológica após a
colheita e maior redução no vigor aos 12 meses de armazenamento. Na cultivar BRS 258 a adubação convencional resulta emsementes de menor qualidade fisiológica, e com maior redução no vigor em 12 meses de armazenamento. As duas cultivares de soja-hortaliça apresentam redução da qualidade fisiológica das sementes no armazenamento por 12 meses em garrafas de politereftalato de etileno.

Palavras-chave


Glycine max (L.) Merrill. Germinação. Vigor de sementes.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v7i1.801

Direitos autorais

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.