RÁDIO DIFUSORA ACREANA: DISCURSO OFICIAL E DISCURSO DE RESISTÊNCIA ENTRE OS ANOS 1971 E 1981

Jefferson Henrique Cidreira, Francisco Bento da Silva

Resumo


Neste artigo, pretendemos fazer um estudo em torno da Rádio Difu¬sora Acreana (RDA) no Estado do Acre; precisamente na Rádio como um aparelho difusor de ideologias, de discursos carregados de inter¬esse e de poder. Foi através dos discursos proferidos pelos meios de comunicação, em destaque a RDA que, foi usada durante anos para a veiculação dos discursos dos governantes acreanos e, por conseguinte, discursos de resistência que iam contra os interesses do governo. Para tal estudo, utilizaremos como aporte teórico/metodológico as pesqui¬sas sobre o rádio de Lia Calabre, Francisco de Moura Pinheiro; os pres¬supostos da História Oral de Alessandro Portelli e Montenegro; além de alguns pilares da Análise do Discurso francesa, como Miclhel Fou¬cault e Mikhail Bakhtin; e entrevistas e depoimentos de funcionários da RDA. As fontes teóricas/metodológicas e orais acima citadas nos per¬mitirão fazermos um estudo conciso sobre este meio de comunicação de massa no Acre, possibilitando evidenciarmos o uso da rádio como meio disseminador da ideologia dominante e, como a rádio passa a veicular discursos de resistência as oligarquias e governantes acreanos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1983-9065ex.v7i1.2418

ISSN 1983-9065
Revista Eletrônica de Ciências Sociais, História e Relações Internacionais.