A FILOSOFIA DA HISTÓRIA EM KANT: A história universal com um propósito cosmopolita

Víctor Paulo Oliveira Batista

Resumo


Este artigo tem como propósito fazer uma análise acerca da Filosofia da História do filósofo alemão Immanuel Kant. Será abordada no presente trabalho sua obra “Idéia de uma História Universal com um Propósito Cosmopolita”, interpretando, assim, nove proposições de como ele via a História, no período compreendido como Modernidade. Para efeito de melhor entendimento, serão solicitadas, durante o texto, reflexões de alguns historiadores acerca do assunto, a fim de perceber como tal visão é englobada na historiografia. Este trabalho fará uma abordagem a cerca de como era a história por volta do século XVII e XVIII, onde toda a Europa se englobaria em uma história universal, como um modelo a ser seguido, com a meta de chegar a uma sociedade livre, emancipada, tais elementos característicos do pensamento Iluminista. Nesta perspectiva, será exposto, portanto, como esse modo de se fazer história da época é encaixado na conjuntura de alguns acontecimentos históricos do período da Modernidade, como os governos absolutistas ilustrados e a Revolução Francesa.
Palavras-Chave: Filosofia da História; Modernidade; Historiografia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1983-9065ex.v5i2.2006

ISSN 1983-9065
Revista Eletrônica de Ciências Sociais, História e Relações Internacionais.