COMPONENTES CURRICULARES E A FÍSICA NO ENSINO MÉDIO DAS ESCOLAS PÚBLICAS

Vastí Pascoal

Resumo


O presente estudo teve por objetivo analisar os componentes curriculares que dificultam ou facilitam os processos de inserção da Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio das escolas públicas, pautando-se no aprofundamento teórico a partir da análise de livros didáticos utilizados pelos docentes do Ensino Médio, com o intuito de averiguar como a Física Moderna e Contemporânea é abordada nesses livros. As informações aqui contidas buscam expressar uma realidade focada na análise e comprovação de dados coletados, capaz de contribuir para efetiva mudança do ensino voltado para realidade dessa inserção, onde os resultados mediarão novas práticas capazes de proporcionar às discentes aulas significativas e favoráveis ao seu desenvolvimento intelectual.


Palavras-chave


currículo; Ensino Médio; Física.

Texto completo:

PDF

Referências


ASTOLFI, J. P. et al. Mots-clés de la didactique des sciences. Bruxelas: Pratiques Pèdagogies, De Boeeck & Larcier S. A., 1997.

BATISTA, C. A. S. Física moderna e contemporânea no Ensino Médio: subsídios teórico-metodológicos para a sobrevivência do tópico radioatividade em ambientes reais de sala de aula. Ilhéus: UESC, 2015.

BRASIL. Lei n. 9.9394, de 20 de dezembro, 1996. Disponível em: . Acesso em: 10/10/2020.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares para o Ensino Médio. Brasília: MEC/Semtec, 1999.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Nacionais Curriculares Ensino Médio: bases legais. Brasília: MEC, 2000.

BRASIL. Ministério da Educação. PCN + Ensino Médio: orientações complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais - linguagens, códigos e suas tecnologias. Brasília: MEC/Semtec, 2002.

BRASIL. Ministério da Educação. Resolução CEB n. 3, de 26 de junho, 1998. Disponível em: . Acesso em: 20/02/2020.

BROCKINGTON, G; PIETROCOLA, M. “Serão as regras da Transposição Didática aplicáveis aos conceitos de Física Moderna?” Investigações em Ensino de Ciências, vol. 10, n. 3, 2005.

CARVALHO, A. M. P; VANNUCCHI, Andréa. O currículo de Física: inovações e tendências nos anos noventa. Investigações em ensino de ciências, v. 1, n. 1, p. 3-19, 1996.

CHEVALLARD, Y. La Transposicion Didactica: Del saber sabio al saber enseñado. Buenos Aires: La Pensée Sauvage, 1991.

OSTERMANN, F. Tópicos de Física Contemporânea em Escolas de Nível Médio e na Formação de Professores de Física (Tese de Doutorado). Porto Alegre: UFRGS, 1999.

OSTERMANN, F; MOREIRA, M. A. “Tópicos de Física Contemporânea na escola média brasileira: um estudo com a técnica Delphi”. Anais do Encontro de Pesquisa em Ensino de Física. Florianópolis: UFSC, 1998.

OSTERMANN, F; MOREIRA, M. A. Uma revisão bibliográfica sobre a área de pesquisa “Física Moderna e Contemporânea no Ensino Médio”. Investigações em ensino de ciências, vol. 5, n. 1, 2000.

PIETROCOLA, M. et al. Física em contextos: pessoal, social e histórico. São Paulo: FTD Editora, 2010.

SEVERINO, A. J. Metodologia do trabalho científico. São Paulo: Editora Cortez, 2002.

SIQUEIRA, M; PIETROCOLA, M. “Como a Física de Partículas Elementares pode contribuir para o ensino básico?”. In: CARUSO, F.; ORGURI, V.; SANTORO, A. (orgs). O que são Quarks, Glúons, Higgs, Buracos Negros e outras coisas Estranhas?. São Paulo: Livraria da Física, 2011.

TERRAZZAN, E. “A inserção de física moderna e contemporânea no ensino de física na escola do 2º grau”. Caderno Catarinense de Ensino de Física, vol. 9, n. 3, 1992.

TIBERGHIEN, A; VINCE, J; GAIDIOZ, P. “Design-based Research: Case of a teaching sequence on mechanics”. International Journal of Science Education, vol. 31, n.17, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5281/zenodo.3757129

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Boletim de Conjuntura (BOCA)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boletim de Conjuntura (BOCA)      ISSN: 2675-1488

Caixa postal 253. Praça do Centro Cívico. Boa Vista, RR, Brasil. CEP 69301-970.