A CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COMO FERRAMENTA DIDÁTICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL

Abigail Pascoal dos Santos, Jemima Pascoal dos Santos e Silva

Resumo


A contação de histórias é uma ferramenta didática indispensável para o desenvolvimento da capacidade leitora. O objetivo do estudo pautou-se em compreender a instrumentalidade da contação de histórias para o desenvolvimento cognitivo e emocional dos alunos da Educação Infantil. Para tal fim, o estudo pautou-se em uma pesquisa descritiva, quanto aos fins, qualitativa, quanto aos meios, partindo de um método Histórico-Dedutivo, tomando como base dados bibliográficos e documentais a respeito da instrumentalidade da contação de histórias e do papel do professor nesse processo. A contação de história quando mediada pelo professor adequadamente a partir de zelo da qualidade literária e uso de recursos favoráveis, promove ampliação do vocabulário, identificação e utilização de recursos linguísticos que permitem a valorização do texto, reflexão sobre a leitura. A postura do professor, portanto, deve compor um modelo a ser seguido por seus alunos, considerando sempre as observações oriundas de um olhar atento e sensível, o qual leva a intervenções adequadas para favorecimento da aprendizagem.


Palavras-chave


Didatismo. Literatura. Contação de Histórias. Leitores. Educação Infantil.

Texto completo:

PDF

Referências


BERNARDINO, A. D.; SOUSA, L. O. A contação de histórias como estratégia pedagógica na educação infantil e ensino fundamental. Educere et Educare, v. 6, n. 12, 2011.

CARDOSO, A. L. S. A Contação de Histórias no Desenvolvimento da Educação Infantil, 2016.

COELHO, B. Contar histórias: uma arte sem idade. São Paulo: Ática, 1999.

DESLAURIERS J-P. Recherche qualitative; guide pratique. Québec (Ca): McGrawHill, Éditeurs, 1991.

FREUD, S. A ocorrência, em sonhos, de material oriundo de contos de fadas. Obras Completas de Sigmund Freud. Volume XII, 1913.

GARCIA, W. Et al. Histórias e oficinas pedagógicas. 2. Ed. Belo Horizonte: Fapi, 2003. (Série Baú do contador de história, v. 5).

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 6. ed. São Paulo: Atlas, 2017.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2002.

GOLDENBERG, M. A arte de pesquisar. Editora Record, 1997.

GÓES, L. P. Introdução à literatura infantil e juvenil. 2. Ed. São Paulo: Pioneira, 1991.

MARCONI, M. A. LAKATOS, E. M. Fundamentos de metodologia científica. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2003.

PESSOA, L. Metodologia e Prática do Ensino da Língua Portuguesa. São Paulo: Editora Sol, 2012 88 p., il. 1.Ensino 2.Língua Portuguesa 3. Metodologia I.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Boletim de Conjuntura (BOCA)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boletim de Conjuntura (BOCA)      ISSN: 2675-1488

Caixa postal 253. Praça do Centro Cívico. Boa Vista, RR, Brasil. CEP 69301-970.