REFLEXÕES SOBRE A HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS HUMANAS

Michel Goulart da Silva

Resumo


Neste ensaio discute-se uma breve trajetória das Ciências Humanas enquanto parte fundamental para a consolidação do Estado moderno no contexto das Revoluções Burguesas. Mostra-se, ademais, como esse processo político afeta a produção do conhecimento e o papel cumprido pelas teorias críticas no sentido de apontar para a possibilidade de superação da realidade concreta.


Palavras-chave


Ciências Humanas; Economia Política; Marxismo

Texto completo:

PDF

Referências


ENGELS, Friedrich. Do socialismo utópico ao socialismo científico. São Paulo: Editora Centauro, 2005.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política, Livro I. São Paulo: Editora Boitempo, 2013.

SILVA, Michel Goulart da. “O Escola Sem Partido como expressão do ideário militar”. Revista Germinal, vol. 10, n. 3, 2019.

SILVA, Michel Goulart da. A pandemia e a importância das Ciências Humanas. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 2, n. 6, 2020.

TROTSKY, Leon. Escritos filosóficos. São Paulo: Editora Iskra, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.5281/zenodo.3858069

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Boletim de Conjuntura (BOCA)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boletim de Conjuntura (BOCA)      ISSN: 2675-1488

Caixa postal 253. Praça do Centro Cívico. Boa Vista, RR, Brasil. CEP 69301-970.