“DIÁLOGOS ABERTOS EM AVALIAÇÃO EDUCACIONAL”: UM RELATO DE EXPERIÊNCIA DE UM GRUPO DE ESTUDOS DURANTE A PANDEMIA DA COVID-19

Meire Lúcia Andrade da Silva, Lúcia Maria Assis

Resumo


O Brasil e o mundo enfrentam uma crise devastadora na saúde, a qual requer de cada um de nós responsabilidade para conter o contágio do novo coronavírus. Neste contexto pandêmico, o objetivo deste ensaio é discutir as expectativas e descobertas do ensino remoto no período de isolamento social tomando como referência um relato de experiência no grupo de estudos “Diálogos Abertos em Avaliação Educacional” da Universidade Federal de Goiás (UFG).


Palavras-chave


avaliação educacional; COVID-19; ensino remoto; pandemia.

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, N. C. “As Universidades Federais brasileiras sob ataque do Governo Bolsonaro”. Propuesta Educativa, vol. 2, n. 52, 2019.

AMARAL, N. C; ASSIS, L. M; OLIVEIRA, J. F. “PNE 2014-2024 e qualidade na educação: referenciais e metodologia considerando o PISA”. In: OLIVEIRA, J. F.; LIMA, D. C. B. P. (orgs.). Políticas de Educação Superior e PNE: expansão, qualidade e tendências. Goiânia: Biblioteca ANPAE, 2019.

APPLE, M. Educando à direita. São Paulo: Editora Cortez, 2003.

BRASIL. Ministério da Educação. Censo Escolar 2019. Disponível em: . Acesso em: 21/07/2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria nº 188, de 3 de fevereiro de 2020. Disponível em: . Acesso em: 21/07/2020.

CASASSUS, J. “Política y Metáforas: un análisis de la evaluación estandartizada en el contexto de la política educativa”. In: BAUER, A.; GATTI, B.; TAVARES, M. R. (orgs.). Ciclo de debates – 25 anos de avaliação de sistemas educacionais no Brasil. Florianópolis: Editora Insular, 2013.

CHAUI, M. “A filosofia como vocação para liberdade”. Estudos Avançados, vol. 17, n. 49, 2003.

FREITAS, D. N. T. “Avaliação da educação Básica no Brasil: características e pressupostos”. In: BAUER, A.; GATTI, B.; TAVARES, M. R. (orgs.). Ciclo de debates – 25 anos de avaliação de sistemas educacionais no Brasil. Florianópolis: Editora Insular, 2013.

FREITAS, L. C. “Os reformadores empresariais da educação: da desmoralização do magistério à destruição do sistema público de educação”. Revista Educação e Sociedade, v. 33, n. 119, 2012.

OLIVEIRA, J. F.; AMARAL, N. C. As transições políticas no brasil e seus efeitos na educação brasileira. 2020 [No prelo].

PIMENTA, S. G. “Professor reflexivo: construindo uma crítica”. In: PIMENTA, S. G.; GUEDIN, E. (orgs). Professor reflexivo no Brasil: gênese e crítica de um conceito. São Paulo: Editora Cortez, 2006.

SANTOS, V. S. dos. "Pandemia" Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/doencas/pandemia.htm. Acesso em 19 de julho de 2020.

SAVIANI, D. Pedagogia histórico-crítica: Primeiras aproximações. 2. ed. São Paulo: Cortez/Autores Associados, 1991.

SENHORAS, E. M. “Coronavírus e Educação: Análise dos Impactos Assimétricos”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 2, n. 5, 2020a.

SENHORAS, E. M. “COVID-19 e os padrões das relações nacionais e internacionais”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 3, n. 7, 2020b.

SENHORAS, E. M. “Novo coronavírus e seus impactos econômicos no mundo”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 1, n. 2, 2020c.

SOUZA, J. A Elite do Atraso: da escravidão à Lava Jato. Rio de Janeiro: Editora Leya, 2017.

TRVITZKI, R. ENEM: limites e possibilidades do Exame Nacional do Ensino Médio enquanto indicador de qualidade escolar (Tese de Doutorado em Educação). São Paulo: USP, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.5281/zenodo.3955236

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Boletim de Conjuntura (BOCA)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boletim de Conjuntura (BOCA)      ISSN: 2675-1488

Caixa postal 253. Praça do Centro Cívico. Boa Vista, RR, Brasil. CEP 69301-970.