REFLEXÕES SOBRE O “MARXISMO CULTURAL”

Michel Goulart da Silva

Resumo


Neste ensaio discute-se a ideia de “Marxismo Cultural”, a qual segmentos da direita se referem comumente em diferentes países e que, no Brasil, é citada por membros do atual governo federal. Procura-se mostrar o caráter filosoficamente idealista e politicamente reacionário dessa ideologia, analisando sua origem em relação à crítica do ascenso das revoluções burguesas, principalmente no final do século XVIII, e ao ideário conservador defendido por apoiadores da ditadura iniciada com o golpe de 1964.


Palavras-chave


Conservadorismo; Ideologia; Revoluções Burguesas.

Texto completo:

PDF

Referências


BOAVENTURA, Jorge. Ocidente traído. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército, 1980.

BURKE, Edmund. Reflexões sobre a Revolução na França. São Paulo: Edipro, 2014.

CARVALHO, Olavo de. A Nova Era e a revolução cultural. 4ª edição. São Paulo: Vide Editorial, 2014.

COSTA, Iná Camargo. Dialética do marxismo cultural. São Paulo: Expressão Popular, 2020.

GIORDANI, Marco Pollo. Brasil: sempre. Porto Alegre: Tchê!, 1986.

SILVA, Michel Goulart da. “Os militares brasileiros e a ´grande mentira´”. In: SOUSA, Fernando Ponte de; SILVA, Michel Goulart. (orgs.). Ditadura, repressão e conservadorismo. Florianópolis: Em Debate / UFSC, 2011.

SILVA, Michel Goulart da. “Reflexões sobre a história das Ciências Humanas”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 1, n. 2, 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.5281/zenodo.3900667

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Boletim de Conjuntura (BOCA)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boletim de Conjuntura (BOCA)      ISSN: 2675-1488

Caixa postal 253. Praça do Centro Cívico. Boa Vista, RR, Brasil. CEP 69301-970.