A CRISE DO CAPITALISMO EM TEMPOS-ESPAÇOS DE PANDEMIA

Nathan Pereira Dourado

Resumo


O presente ensaio tem por objetivo pensar criticamente a pandemia de coronavírus associada à profunda crise estrutural do capital. Este ensaio objetiva também fornecer reflexões sobre possíveis respostas à crise.


Palavras-chave


COVID-19; crise estrutural; pandemia; sistema capitalista.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTIERI, M. “La Agroecología en tiempos del COVID-19”. Centro Latinoamericano de Investigaciones Agroecológicas (CELIA), vOL. 35 n. 5, 2020.

ARRIGHI, G.; SILVER, B. J. Caos e governabilidade no sistema mundial moderno. São Paulo: Contraponto, 2001.

DAVIS, M. “A crise do coronavírus é um monstro alimenta¬do pelo capitalismo”. In: DAVIS, M. et.al. (orgs.). Coronavírus e a luta de classes. Brasil: Terra sem Amos, 2020.

FOSTER, B. J. A ecologia de Marx. Rio de Janeiro: Editora Civilização Brasileira, 2005.

GLIESMANN, S. “Transforming food and agriculture systems with agroecology”. Agriculture and Human Values [11/05/2020]. Disponível em:. Acesso em: 13/06/2020.

HARVEY, D. 17 contradições e o fim do capitalismo. São Paulo: Editora Boitempo, 2016.

HARVEY, D. “Política anticapitalista em tempos de COVID-19”. In: DAVIS, M. et.al. (orgs.). Coronavírus e a luta de classes. Brasil: Terra sem Amos, 2020.

KRENAK, A. O amanhã não está à venda. São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2020.

MÉSZÁROS, I. O desafio e o fardo do tempo histórico: o socialismo no séc. XXI. São Paulo: Boitempo, 2007.

MÉSZÁROS, I. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Editora Boitempo, 2011.

MIGNOLO, W. “Desobediência epistêmica: A opção descolonial e o significado de Iden-tidade em política”. Cadernos de Letras da UFF, n. 34, 2008.

PORTO-GONÇALVES, C. W. “Escassez, economia e meio ambiente: o desserviço de Paulo Guedes”. Espaço e Economia, vol. 18, 2020.

SANTOS, B. S. “Para além do pensamento abissal: das linhas globais a uma ecologia de saberes”. In SANTOS, B. S.; MENESES, M. P. (orgs.) Epistemologias do Sul. São. Paulo; Editora Cortez. 2010.

SANTOS, B. S. A cruel pedagogia do vírus. Coimbra: Editora Almedina, 2020.

SANTOS, M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. Rio de Janeiro: Record, 2003.

SANTOS, M. Técnica, Espaço, Tempo: Globalização e Meio Técnico-cientifico-informacional. São Paulo: EdUSP, 2013.

SATO, M.; SANTOS, D.; SÁNCHEZ, C. Vírus: simulacro da vida? Rio de Janeiro: GEA-SUR, UNIRIO, 2020.

SENHORAS, E. M. “Coronavírus e Educação: Análise dos Impactos Assimétricos”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 2, n. 5, 2020.

WALLACE, R. G. Big Farms Make Big Flu: Dispatches on Infectious Disease, Agribusiness, and the Nature of Science. New York: Monthly Review Press, 2016.

WALLACE, R. G. Pandemia e agronegócio: doenças infecciosas, capitalismo e ciência. São Paulo: Editora Elefante, 2020.

WALLERTIEN, I. “A crise estrutural no sistema-mundo: para onde vamos a partir daqui?” Via Atlântica, n. 21, 2012.

ZIZEK, S. “Um golpe como “Kill Bill” no capitalismo”. In: DAVIS, M. et al. (orgs.). Coronavírus e a luta de classes. Brasil: Terra sem Amos, 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.5281/zenodo.3893350

Apontamentos

  • Não há apontamentos.






Boletim de Conjuntura (BOCA)      ISSN: 2675-1488

Caixa postal 253. Praça do Centro Cívico. Boa Vista, RR, Brasil. CEP 69301-970.