AGRONEGÓCIO BRASILEIRO E O COMPORTAMENTO DO SETOR EM MEIO ÀS CRISES ECONÔMICAS E OS IMPACTOS SOFRIDOS PELA PANDEMIA DA COVID-19

Jose Antonio Marcelino, Aline Rafaela de Oliveira Sverzuti, Bruna Letícia Gomes da Silva Trizolio

Resumo


O surgimento de um novo coronavírus na China, uma doença que causa problemas respiratórios e de fácil contágio. Causou uma pandemia que acarretou imposições pelos governos de uma série de medidas restritivas de modo a conter a disseminação da doença, entre elas o distanciamento e o isolamento social. Com o fechamento do comércio e serviços não essências houve um impacto na economia de todos os países. O agronegócio brasileiro é cada vez mais reconhecido e tem como finalidade atender a demanda interna e ganhar espaço no mercado exterior. Neste ano de 2020 o agronegócio brasileiro surpreendeu nesse momento de retrocesso da economia, pois ele veio na contramão mostrando- se um setor muito forte, até mesmo bateu seu recorde de exportação em abril 2020. Este setor está sendo considerado o responsável por alavancar a economia brasileira em meio uma pandemia mundial. Este artigo objetiva analisar o comportamento do agronegócio em períodos de crises econômicas e sanitárias. A metodologia de pesquisa é definida como aplicada, descritiva, qualitativa e documental com fontes bibliográficas. Verificou-se que o setor em momentos de crises econômicas e sanitárias mantém-se forte, todavia as condições climáticas afetam este setor de modo frenético e impetuoso.


Palavras-chave


Agronegócio; Coronavírus; Pandemia

Texto completo:

PDF

Referências


AGÊNCIA BRASIL. “Balança comercial brasileira teve superávit de US$ 58,3 bi em 2018: Corrente de comércio foi de US$ 420,7 bi, melhor resultado em 5 anos”. Agência Brasil [2019]. Disponível em: . Acesso em: 04/05/2020.

AGÊNCIA BRASIL. “Balança comercial fecha 2017 com saldo de US$ 67 bi, maior resultado da história”. Agência Brasil [2018]. Disponível em: . Acesso em: 04/05/2020.

AGENCIA DE NOTÍCIAS DO PARANÁ. “Agronegócio representa 80,3% das exportações do Paraná”. Agencia de Notícias do Paraná [2020]. Disponível em: . Acesso em: 15/06/2020.

AMORIM, Gabrieli dos Santos et al. “Cadeias globais de valor: a inserção do agronegócio brasileiro”. Anais do Seminário Internacional sobre Desenvolvimento Regional. Santa Cruz do Sul: UNISC, 2019.

BARROS, G. S. A. C.; FACHINELLO, A. L.; SILVA, A. F. Desenvolvimento metodológico e cálculo do PIB das cadeias produtivas do algodão, cana-de-açúcar, soja, pecuária de corte e leite no Brasil. Piracicaba: CEPEA, 2011.

BBC - British Broadcasting Corporation. “Coronavírus: OMS declara pandemia”. BBC News [11/03/2020]. Disponível em: . Acesso em: 10/04/2020.

BEEF POINT. “CNA aponta recuo 6% no PIB do agronegócio em 2009”. Beef Point [11/02/2010]. Disponível em: . Acesso em: 24/05/2020.

BRANCO, Mariana. “Crise internacional e problemas internos são causas do desemprego no Brasil”. Agência Brasil [01/05/2016]. Disponível em: . Acesso em: 21/05/2020.

BRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Brasil Projeções do Agronegócio: 2010/2011 a 2020/2021.2011. Brasília: MAPA, 2011.

BRASIL. Ministério da Economia. “Balança comercial brasileira: Semanal” Ministério da Economia [2020]. Disponível em: . Acesso em: 01/05/2020.

BRASIL. Ministério da Saúde. “Coronavírus (COVID-19)”. Ministério da Saúde [2020]. Disponível em: . Acesso em: 04/05/2020.

CACCIAMALI, Maria Cristina; TATEI, Fabio. “Mercado de trabalho: da euforia do ciclo expansivo e de inclusão social à frustração da recessão econômica”. Estudos Avançados, vol. 30, n. 87, 2016.

CAMPOREZ, Patrik. “Agronegócio registra perdas e descartes de produtos por conta do coronavírus”. UOL [28/03/2020]. Disponível em: . Acesso em: 20/05/2020.

CANAL RURAL. “Agronegócio deve crescer mesmo em ano de pandemia, diz consultoria”. 2020. Canal Rural [27/04/2020]. Disponível em: . Acesso em: 17/06/2020.

CANAL RURAL. “Série do Canal Rural ouve governadores sobre efeito da COVID-19 no agro”. Canal Rural [10/05/2020]. Disponível em: . Acesso em: 17/06/2020.

CEPEA – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – ESALQ/USP. Mercado de trabalho do agronegócio brasileiro: 4º tri de 2019. Piracicaba: CEPEA/ESALQ/USP, 2020. Disponível em: em: . Acesso em: 22/04/2020.

CEPEA – Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada – ESALQ/USP. PIB do agronegócio brasileiro. Piracicaba: CEPEA/ESALQ/USP, 2019. Disponível em: em: . Acesso em: 22/04/2020.

CIRILLO, Bruno. “Agronegócio cresce, reduz tombo da economia e deve ser motor da recuperação”. Uol [14/06/2020]. Disponível em: . Acesso em: 18/06/2020.

CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. “CNA propõe ações para minimizar impactos do coronavírus na economia”. CNA [16/05/2020]. Disponível em: . Acesso em: 19/0/05/2020.

CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil. “Safra de grãos 2015/2016 terá queda de 10,3% em consequência das adversidades climáticas”. CNA [06/09/2016]. Disponível em: . Acesso em: 19/05/2020.

GLOBO RURAL. “Hortaliças sofrem com impacto do coronavírus em SP”. Globo Rural [10/05/2020]. Disponível em: . Acesso em: 18/05/2020.

IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. “PIB cresce 1,1% e fecha 2019 em R$ 7,3 trilhões”. Agência de Notícias IBGE [04/03/2020]. Disponível em: . Acesso em: 21/04/2020.

MARCELINO, José Antonio; REZENDE, Adriano; MIYAJI, Mauren. “Impactos Iniciais da COVID-19 nas Micro e Pequenas Empresas do Estado do Paraná - Brasil”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 2, n. 5, 2020.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Técnicas de pesquisa: Planejamento e execução de pesquisas, amostragens e técnicas de pesquisas, elaboração, análise e interpretação de dados. 5ª edição. São Paulo: Editora Atlas, 2002.

NOTÍCIAS AGRÍCOLAS. “Pecege analisa capacidade de estocagem de etanol das usinas em meio à crise na demanda”. Notícias Agrícolas [07/05/2020]. Disponível em: . Acesso em: 21/05/2020.

PINTO, Eduardo Costa. “Impactos da Lavo Jato”. Jornal dos Economistas, n. 336, agosto, 2017. Disponível em: . Acesso em: 19/05/2020.

PORTAL DO AGRONEGÓCIO. “China reduz compras de celulose e exportações caem 5,2%: De acordo com os radares industriais da fiems, é um reflexo da nova pandemia de coronavírus”. Portal do Agronegócio [20/04/2020]. Disponível em: . Acesso em: 22/04/2020.

RAMPAZZO, Lino. Metodologia científica. 3ª edição. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

SAMORA, Roberto. “Entrevista na crise, setor de etanol do Brasil quer apoio para estocar 1/4 da produção”. Uol [16/04/2020]. Disponível em: . Acesso em: 2/05/2020.

SARDINHA, Edson. “Agronegócio ignora crise e cresce mesmo com pandemia de COVID-19”. Congresso em Foco [28/04/2020]. Disponível em: . Acesso em: 18/06/2020.

SENAR-MA – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - Maranhão. “Agropecuária é destaque no PIB e cresce mesmo com Coronavírus”. SENAR-MA [09/06/2020]. Disponível em: . Acesso em:15/06/2020.

SENHORAS, Elói Martins. “A pandemia do novo coronavírus no contexto da cultura pop zumbi”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 1, n. 3, 2020a.

SENHORAS, Elói Martins (org.). Impactos econômicos da pandemia da COVID-19. Boa Vista: EdUFRR, 2020b.

SENHORAS, Elói Martins. “COVID-19 e os padrões das relações nacionais e internacionais”. Boletim de Conjuntura (BOCA), vol. 3, n. 7, 2020c.

UNA-SUS – Universidade Aberta do Sul. “Organização Mundial de Saúde declara pandemia do novo Coronavírus: Mudança de classificação obriga países a tomarem atitudes preventivas”. UNA-SUS [11/03/2020]. Disponível em: . Acesso em: 20/04/2020.

VALÉRIO, Valmir José de Oliveira. “Agronegócio sucroenergético e abastecimento alimentar no estado de São Paulo (2003 – 2015): Análise a partir da soberania alimentar”. Anais do IV Workshop Produção e apropriação de novas fontes energéticas: efeitos, conflitos e alternativas. Goiânia: UFG, 2016.




DOI: http://dx.doi.org/10.5281/zenodo.4019854

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Boletim de Conjuntura (BOCA)

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Boletim de Conjuntura (BOCA)      ISSN: 2675-1488

Caixa postal 253. Praça do Centro Cívico. Boa Vista, RR, Brasil. CEP 69301-970.