Avaliação enzimática na pós-colheita do maná cubiu tratados com radiação gama

Erika Fujita, Rogério Lopes Vieites, André José de Campos

Resumo


Objetivou-se com o presente trabalho avaliar o efeito de diferentes doses de radiação gama e tempos de armazenamento na atividade enzimática de frutos de maná cubiu. Os frutos selecionados foram submetidos a diferentes doses de radiação gama com Co60 (0,0, 0,2, 0,4, 0,6 e 0,8 kGy), embalados em bandejas de poliestireno expandido, cobertos por filme esticável de PVC e armazenados em frigorificado a 10 ± 3°C e 85 ± 5% de UR, sendo avaliados em seis períodos (0, 4, 8, 12, 16 e 20 dias). As variáveis avaliadas foram: atividade enzimática da pectinametilesterase (PME), poligalacturonase (PG), polifenoloxidase (PFO) e peroxidase (POD). Para PG não houve interação entre dose e armazenamento, no dia 16 o valor foi maior com 640,10 UE min-1 g-1 de tecido fresco e a dose 0,8 kGy mostrou o menor alor com 376,37 10 UE min-1 g-1 de tecido fresco. Já a PME no dia 16 e na dose 0,8 kGy, obteve-se os maiores valores do experimento, com 290,74 10 UE min-1 g-1 de tecido fresco. Na
PFO, o dia 16 apresentou o valor de 0,26 min-1 g-1 de massa fresca-1. No dia 20 os frutos de todos os tratamentos forneceram os maiores valores de POD durante todo o experimento. Os resultados demonstraram que as diferentes doses de radiação gama não interferiram na atividade das enzimas em estudo.

Palavras-chave


Armazenamento. Enzimas. Refrigeração. Solanun sessiflorun Dunal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v6i1.488

Direitos autorais

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.