Desempenho agronômico de milho consorciado com feijãode-corda em diferentes populações e arranjos de plantas no semiárido mineiro

Márcio Adriano Santos, Paulo Sérgio Cardoso Batista, Maurício Ferreira Lopes, Marcelo Geraldo de Morais Silva, Alberto Luiz Ferreira Berto

Resumo


O cultivo do milho em consórcio com o feijão-de-corda é uma alternativa para o agricultor familiar, podendo proporcionar maior retorno econômico e aproveitamento da área de cultivo. Assim, objetivouse com este trabalho avaliar o desempenho agronômico do milho BRS Caatingueiro e do feijão-de-corda consorciados em diferentes densidades populacionais e arranjos de plantas. O delineamento experimental foi o de blocos casualizados, com sete tratamentos e quatro repetições, sendo cada unidade experimental constituída por uma parcela de 4,0 x 4,0 m. Os tratamentos foram: MS – milho solteiro no espaçamento de 1,0 m; FS - feijão-de-corda solteiro no espaçamento de 0,5 m; MF - fileiras simples de milho espaçadas de 1,0 m, com uma fileira intercalar de feijão-de-corda; MFF - fileiras simples de milho espaçadas de 1,0 m, com duas fileiras de feijão-de-corda; MFF - fileiras duplas de milho espaçadas de 0,5 m, com 1,0 m entre as duplas, com uma fileira intercalar de feijão-de-corda; MMFF - fileiras duplas de milho espaçadas de 0,5 m, com 1,0 m entre as duplas, com duas fileiras intercalares de feijão-de-corda; MFC - milho espaçado de 1,0 m com plantio de feijão-de-corda na mesma cova. Os sistemas de consórcio avaliados afetaram a produtividade do milho BRS Caatingueiro e do feijão-de-corda. Os IEAs obtidos mostram que o consórcio entre milho e feijãode-corda, nos arranjos MFF, MMFF e MFC, é vantajoso do ponto de vista agronômico.

Palavras-chave


Consórcio. Produtividade. Vigna unguiculata. Zea mays.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v10i3.3286

Direitos autorais 2016 REVISTA AGRO@MBIENTE ON-LINE

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.