Normas DRIS preliminares para pupunheira cultivada em diferentes sistemas de manejo na região sul-ocidental da Amazônia

José Marlo Araújo de Azevedo, Paulo Guilherme Salvador Wadt, Daniel Vidal Pérez, Jairo Rafael Machado Dias

Resumo


A pupunheira, uma frutífera nativa da América Central e da Floresta Amazônica, vem sendo cultivada para produção de frutos e extração de palmito. Objetivou-se com o presente trabalho estabelecer os valores de referência, pelo DRIS, para palmitais de pupunheira cultivada em monocultivo e em sistemas agroflorestais (SAFs). Foram monitorados 81 palmitais em dois anos consecutivos, totalizando 162 amostras foliares compostas. As amostragens foram realizadas de novembro a dezembro dos anos de 2012 e 2013. Os palmitais foram classificados em três grupos para a produção das normas DRIS: i) pupunheiras cultivadas em monocultivo; ii) pupunheiras cultivadas em SAFs e iii) pupunheiras cultivadas em ambos sistemas de produção. Os índices DRIS foram calculados pela fórmula de Jones com transformação logarítmica. Os palmitais foram a seguir classificados pelo método do potencial de resposta à adubação, quanto ao estado nutricional, em insuficiente, balanceado e em excesso, para cada uma das normas DRIS obtidas. Para a maioria dos casos, o estado nutricional obtido pelas normas específicas foram os mesmos que aqueles obtidos pela norma genérica. O uso de normas genéricas resulta em diagnósticos semelhantes aos obtidos com normas específicas, podendo ser recomendado para avaliar o estado nutricional de pupunheiras, produzidas em diferentes condições de manejo

Palavras-chave


Bactris gasipaes. Diagnose Foliar. Estado Nutricional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v10i3.3253

Direitos autorais 2016 REVISTA AGRO@MBIENTE ON-LINE

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.