Análise da produção e comercialização do pescado no Brasil

Rosane Maria Kirchner, Magda Antunes Chaves, Jaqueline Silinske, Liliana Essi, Mônica Elisa Scherer, Emerson Giuliani Durigon

Resumo


A aquicultura vem sendo apontada como um setor de atividade de relevância sócio-ambiental por seus potenciais benefícios ou pelos impactos ambientais, bem como por seu valor estratégico em termos de segurança alimentar mundial e, também, econômicos. Poucos são os países com tamanha disponibilidade de ambientes propícios a aquicultura como o Brasil, sendo uma das atividades agropecuárias com maior potencial de crescimento na atualidade. Também a pesca exerce um papel econômico e social relevante. Mapear tais atividades econômicas no país é tarefa essencial, tanto para o planejamento de estratégias de crescimento do setor, aprimoramento de tecnologias, bem como para o planejamento ambiental. Visando auxiliar no mapeamento das atividades aquícolas no Brasil, foi realizado um levantamento dos estabelecimentos aquícolas e de pesca nas regiões brasileiras com relação à produção e venda, com base em dados oficiais do ano de 2006 (IBGE), indicando regiões de destaque para cada cultura, refletindo sobre potenciais de crescimento e riscos ambientais a serem considerados. Os resultados obtidos demonstram que a região Nordeste se destaca tanto em número de estabelecimentos aquícolas quanto em produção de peixes e camarões, enquanto a região Sul destaca-se em número de estabelecimentos produtores de ostras, vieiras e mexilhões. Entretanto, observou-se que a produção apresentou potencial de aumento, sendo essa última década estratégica para planejamento de ampliação do setor no país, de modo sustentável e socialmente justo.

Palavras-chave


Desenvolvimento sustentável. Piscicultura. Produção animal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v10i2.2783

Direitos autorais 2016

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.