Tecnologias sobre operações de semeadura e colheita para a cultura do gergelim (Sesamum indicum L.)

Vicente de Paula Queiroga, Tarcísio Marcos de Souza Gondim, Diego Antonio Nóbrega queiroga

Resumo


O gergelim (Sesamum indicum L.) é uma das primeiras espécies domesticadas pelo homem, sendo na atualidade uma das dez principais oleaginosas do mundo. Cultivado em uma área total em torno de oito milhões de hectares, o principal produto do gergelim é a semente. De elevado valor nutricional para alimentação humana, e de propriedades medicinais, as sementes do gergelim são fontes de vitaminas (complexo B), ricas em minerais (cálcio, fósforo, magnésio, sodio, zinco e selênio), de óleo (50%) composto por ácidos graxos insaturados (oléico, 40% e linoléico, 41%) e substâncias antioxidantes como a sesamina, a sesamolina e o tocoferol que imprimem resistência a rancificação. A torta ou farelo do gergelim é rica em aminoácidos importantes, tais como metionina, cistina, arginina e leucina tornando-se uma excelente fonte de proteínas (39%). O gergelim é uma planta de fácil cultivo com cultivares de ciclo rápido, entre 90 a 130 dias. Informações contidas nesta nota técnica podem contribuir para o agronegócio do gergelim e para a produção em pequena escala, explorando o potencial do gergelim numa grande perspectiva de atividade econômica, especialmente para o Semi-Árido do Nordeste, ou como “cultura de safrinha” nas condições do Cerrado. Objetivou-se destacar as seguintes tecnologias adaptadas ao cultivo do gergelim: diferentes plantadeiras, importância da colheita sincronizada, diferentes formas de trilha e secagem. Demonstra-se que a simples introdução da segadora-atadora (rendimento de 2 ha homens-1) para realizar o corte das plantas, no ponto de colheita poderá incrementar significativamente a área plantada de gergelim no Brasil, mesmo com as cultivares de gergelim deiscente em uso. A verticalização da produção do gergelim fica na dependência das modificações dos costumes alimentares e sociais da população, pois o mercado nacional é limitado e por este motivo não valoriza tanto a qualidade do gergelim como o mercado internacional. Atualmente, mais de 60% do consumo de gergelim no Brasil é importado.

Palavras-chave


Sesamum indicum, colheita semi-mecanizada, semeadura mecânica, variedade deiscente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/1982-8470ragro.v3i2.272

Direitos autorais

Revista Agroambiente On-line ISSN 1982-8470 (online), www.agroambiente.ufrr.br. E-mail: agroambiente@ufrr.br. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil.