EXTROVERSÃO NO AMBIENTE DE TRABALHO E SUA RELAÇÃO COM A PERFORMANCE E A SATISFAÇÃO DO TRABALHADOR

Raimundo Nonato Pinheiro Correa Filho

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi testar o papel moderador do traço de personalidade “extroversão” na relação entre a percepção da qualidade do ambiente físico de trabalho e as variáveis dependentes performance e satisfação, em escritórios de organizações públicas e privadas. O modelo proposto foi testado a partir de uma pesquisa quantitativa junto a empregados de escritórios gerando uma amostra de 387 respostas válidas. Foram testadas quatro hipóteses: a) o impacto da qualidade do ambiente físico interno na performance e na satisfação com o trabalho, de forma distinta; b) verificar a ação moderadora da extroversão nas relações descritas. Os resultados indicaram que o construto qualidade do ambiente interno de trabalho se comporta como preditor tanto de performance no trabalho quanto de satisfação do empregado com o trabalho. Contudo, a extroversão não foi capaz de potencializar a performance e a satisfação com o trabalho nas relações propostas.

Palavras-chave


traços de personalidade; performance no trabalho; satisfação com o trabalho; qualidade do ambiente físico; gestão de pessoas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18227/2237-8057rarr.v10i0.5867

Revista de Administração de Roraima -RARR
Roraima Management Review -RMR
e-ISSN: 2237-8057 | DOI: 10.18227/2237-8057rarr
Centro de Ciências Administrativas e Econômicas
Departamento de Administração
Universidade Federal de Roraima
Boa Vista - Roraima - Brasil

Telefone:+55 (95)3621-3149
Email:rarr.ufrr@gmail.com
Endereço:Av. Cap. Ene Garcez, 2413, bloco II, sala 243
Bairro Aeroporto, Campus Paricarana - UFRR
Cep:69310-000
Revista sob
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.
Bookmark and Share