O Agronegócio no Brasil: Uma análise sobre a relevância do agronegócio para o cenário econômico do país (2011 a 2016).

Jorge Luiz Pinheiro Júnior, Lorenna Grasielle Bispo

Resumo


Este artigo intitulado “O Agronegócio no Brasil: Uma análise sobre a relevância do agronegócio para o cenário econômico do país (2011 a 2016)” procurou tratar da temática em torno do agronegócio. Foram escolhidos os anos de 2011 a 2016 por estes apresentarem um crescimento positivo e também uma desaceleração em relação ao setor. É sabido que no Brasil o agronegócio tem sido muito importante principalmente no que se refere ao sustento alimentar das pessoas e sua manutenção, além de contribuir para o crescimento da exportação e do país que o executa. O objeto de estudo deste artigo é o Brasil, e o problema que norteia este trabalho é o de saber se o agronegócio brasileiro contribui de maneira significativa para o crescimento econômico do país. Para a construção prática desta pesquisa, consultou-se os indicadores de grande relevância para este setor. Ao final deste trabalho, chegou-se ao resultado de que o agronegócio contribui de maneira significativa para o crescimento econômico do Brasil.

Palavras-chave


Agronegócio, Brasil, Crescimento Econômico

Texto completo:

PDF

Referências


ABIEC, Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne. Disponível em: http://www.newsprime.com.br/img/upload2/2016 FolderPerfil_PT.pdf Acesso em: 22 de dezembro de 2017.

AGROSTAT, Estatísticas de comércio exterior do agronegócio brasileiro. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Disponível em:http://indicadores.agricultura.gov.br/agrostat/index.htm. Acesso em: 25 de dezembro de 2017.

ANDRADE, M. Introdução à Metodologia do Trabalho Científico. 10º ed. São Paulo: Editora Atlas, 2010.

BACHA, C. J. C. Economia e Política Agrícola no Brasil - São Paulo: Atlas, 2004.

BALASSIANO, M. Desempenho da economia brasileira entre 1980 e 2016:Uma análise da desaceleração brasileira pós 2010. São Paulo, 2016.

BATALHA, O; SILVA, A. Gerenciamento de sistemas agroindustriais: definições especificidades e correntes metodológicas. São Paulo, 2010

Bonelli, R. e Bacha, E. (2013). “Crescimento Brasileiro Revisitado”, em Desenvolvimento Econômico — Uma Perspectiva Brasileira. Editado por F. Veloso, P. C. Ferreira, F. Giambiagi e S. Pessôa. Ed. Campus, Rio de Janeiro.

BOTELHO, V. Conjuntura externa do Brasil de 2011 a 2014. São Paulo, 2014, p. 6.

BUCELLI, R. Gastos públicos no Brasil de 2011 a 2015. São Paulo, 2015.

CALLADO, A.A.C. Agronegócio. 3º ed. São Paulo: Editora Atlas, 2011. p. 65- 67.

CEPEA, Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, 2016. Disponível em :https://www.cepea.esalq.usp.br/upload/kceditor/files/Relatorio%20PIBAGRO%20Brasil_DEZEMBRO.pdf. Acesso em: 22 de dezembro de 2017.

CURY, A; CAVALLINI, M. Conheça cinco causas do “fôlego curto” da economia brasileira. G1 São Paulo, 2016.

DAVIS, J. H.; GOLDBERG, R.A. A concept of agribusiness. Division of Research. Graduae School of Business Administration. Boston: Harvard University, 1957.

ECOAGRO GROUP. Disponível em: < http://www.ecoagro.agr.br/agronegocio-brasil/> Acesso em: 07 de março de 2017.

EMBRAPA, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. A agricultura Brasileira. Disponível em: https://www.embrapa.br/grandes-contribuicoes-para-a-agricultura-brasileira. Acesso em: 22 de dezembro de 2017.

FACHINELLO, A; SILVA, A; BARROS, G. PIB DO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO. São Paulo, 2014.

FAOSTAT, Food and Agriculture Organization of the United Nations. Os 10 maiores países produtores agropecuários do mundo, 2016.

FEIJO, C.A; LAMONICA, M.T. Crescimento e Industrialização no Brasil: As lições das Leis de Kaldor. Recife. Anais do XXXV Encontro Nacional de Economia da Associação Nacional dos Cursos de Pós Graduação em Economia (ANPEC). 2007, p. 2.

GHANI, A. PIB faz “voo de galinha”, sem manter mesmo ritmo ao longo de anos. São Paulo, 2015.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística disponivel em www.ibge.gov.br acesso em 16 de novembro de 2017.

IBGE, Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Análise de dados do PIB de 2011 a 2016.

LOURENÇO, J; LIMA, C. Evolução do agronegócio brasileiro, desafios e perspectivas. São Paulo, 2008.

MORVAN, Y. Fondements d’économie industrielle. Paris: Economica, 1988.

NEVES, M. Importância do Agronegócio no Brasil: Reflexos e Reflexões. São Paulo, 2015, p.3.

ONU E FAO. 10 Coisas que você precisa saber sobre a agricultura brasileira 2016. Disponível em: http://revistagloborural.globo.com/Noticias/Agricultura/noticia/2015/03/10-coisas-que-voce-precisa-saber-sobre-agricultura-brasileira.html. Acesso: 24 de dezembro de 2017.

PROCREARE. Pecuária no Brasil. Disponível em: http://procreare.com.br/pecuaria-no-brasil/. Acesso em 22 de dezembro de 2017.

RENAI. A Rede Nacional de Informações sobre o Investimento. O Setor de Agronegócio no Brasil: Histórico e Evolução do Agronegócio Brasileiro. São Paulo, 2007, p.2.

REVISTA SAFRA. TARDIOLI, F. Os desafios do agronegócio em 2017. Disponível em: http://revistasafra.com.br/os-desafios-do-agronegocio-em-2017/. Acesso em: 07 de junho de 2017.

RIBEIRO, A. Gastos públicos do Brasil de 2011 a 2014. São Paulo, 2014.

SOARES, C; CAVALCANTI, P. O PIB e seus determinantes: Uma análise econométrica para o Brasil. São Paulo, 2015.

STEFANELO, E. O agronegócio Mundial e Brasileiro. São Paulo, 2012.




DOI: http://dx.doi.org/10.18227/2237-8057rarr.v9i2.5719

Revista de Administração de Roraima -RARR
Roraima Management Review -RMR
e-ISSN: 2237-8057 | DOI: 10.18227/2237-8057rarr
Centro de Ciências Administrativas e Econômicas
Departamento de Administração
Universidade Federal de Roraima
Boa Vista - Roraima - Brasil

Telefone:+55 (95)3621-3149
Email:rarr.ufrr@gmail.com
Endereço:Av. Cap. Ene Garcez, 2413, bloco II, sala 243
Bairro Aeroporto, Campus Paricarana - UFRR
Cep:69310-000
Revista sob
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.
Bookmark and Share